Se a sua intenção é concorrer a uma das vagas disponíveis na Universidade Federal de São Paulo (conhecida pela sigla UNIFESP), então esse texto é especial para você. Hoje vamos conhecer mais especificamente como funciona o teste de redação dessa universidade.

Além da forma de ingresso tradicional pelo ENEM, a UNIFESP mantém também a parte avaliativa na modalidade mista composta por uma redação e algumas questões para os cursos de ciências biológicas na modalidade médica, medicina, engenharia química e fonoaudiologia. As provas são realizadas pela VUNESP.

Resultado de imagem para unifesp

Uma das principais características das provas de redação elaboradas pela VUNESP é a valorização do aspecto estrutural. Isso significa que a atenção aos elementos fundamentais que compõem a dissertação argumentativa e aos recursos expressivos (pontuação, ortografia, gramática, coerência e coesão) é o básico do básico na hora de construir seu texto.

A conexão entre as ideias dentro do parágrafo e a ligação entre os parágrafos é algo de extrema importância, pois essas conexões estabelecem o que se chama de progressão textual, componente avaliativo de grande peso no momento da formação da nota final.

Por conta do peso avaliativo da progressão textual, a linguagem empregada na redação acaba se tornando uma estratégia de ouro para os candidatos, uma vez que é ela que vai te fornecer os conectivos adequados para que você consiga criar ligação entre as partes, por isso, foco no estudo dos elementos conectivos de coesão.

A linguagem exigida pela banca corretora é a linguagem padrão (ou norma padrão). Dessa forma, conseguimos concluir que gírias e expressões populares não são aceitas, podendo até mesmo levar ao desconto de conceitos. A presença de um termo que se desvie da norma padrão só será aceita caso o tema permita a inclusão.

hilarious kermit the frog GIF

Frequentemente, após os textos motivadores, a UNIFESP lança seu tema em forma de questão e o autor da redação deverá necessariamente responder a essa questão ao longo da produção. É interessante observar que as questões trazem sempre um caráter polêmico, sem posição óbvia, o que exige do candidato uma argumentação com maior sustentação e clareza.

Como não há resposta evidente, a questão permite que ambas as alternativas de resposta sejam relevantes e plausíveis, sendo assim, assumir uma postura extremamente radical é um risco. Tente sempre praticar a empatia (colocar-se no lugar do outro) durante a escritura de sua redação para procurar compreender porque uma saída diferente da sua também tem sentido. Com certeza, isso te auxiliará na defesa de seu ponto de vista.

Exercite a habilidade de contra-argumentar. Para a redação da UNIFESP, defender o seu ponto de vista é essencial, mas mostrar as falhas ou fraquezas da outra forma de pensar é um recurso que deve estar presente no seu texto. Basicamente, o caminho a se percorrer durante a produção textual é: apresentação do seu ponto de vista- defesa do ponto de vista- apresentação do ponto de vista contrário- enfraquecimento do ponto de vista contrário- retomada do seu ponto de vista.

A leitura será sua grande aliada durante o período de preparo para essa avaliação. Você perceberá por meio dos últimos temas selecionados pela organizadora que estar por dentro das atualidades daquilo que acontece socialmente em vários segmentos (saúde, política, educação, liberdade de expressão etc.) é indispensável para a construção de um bom texto.

Unimpressed Reading GIF by SpongeBob SquarePants

Como já é de se imaginar a partir das características que vimos nos parágrafos acima, os critérios de avaliação e correção da UNIFESP (que segue, portanto, o padrão da VUNESP) são tema, estrutura e expressão. Para o tema, devemos pensar: realmente falamos sobre o assunto proposto? Houve desvio da temática em alguma linha ou parágrafo? A temática foi desenvolvida com a profundidade necessária?

Já para a estrutura, precisamos considerar as clássicas partes do texto dissertativo-argumentativo: meu texto tem todas as características do gênero? As partes estão na ordem correta? Minha introdução contém o assunto e meu ponto de vista sobre o assunto? O desenvolvimento traz argumentos que verdadeiramente sustentam meu ponto de vista e enfraquecem o ponto de vista contrário? Minha conclusão apresenta uma proposta de solução viável, contendo os agentes necessários?

Para te ajudar a ter um panorama melhor sobre a redação da UNIFESP, reunimos os cinco últimos temas da avaliação (considere que a prova é aplicada no final do ano anterior, sendo assim, o tema de 2015 compôs a prova do final do ano de 2014, e assim sucessivamente). Perceba como todos eles admitem a adoção de mais de um ponto de vista.

2015- Tema: O financiamento de campanhas eleitorais por empresas deve ser proibido?

2016- Tema: A adoção da pena de morte pode contribuir para a redução do número de crimes hediondos no Brasil?

2017- Tema: O voto nulo é um ato político eficaz?

2018- Tema: As redes sociais estreitam os laços entre as pessoas ou as tornam egoístas?

2019- Tema: Eutanásia: entre a liberdade de escolha e a preservação da vida.

Sem exceção, todos os temas permitem que o candidato adote uma posição positiva ou negativa sobre o assunto e, na verdade, o que importa não é a visão a favor ou contra o assunto em questão, mas sim quanto o autor do texto deixa sua perspectiva clara e quão qualitativos são seus argumentos. A banca corretora não está em nenhum momento preocupada com que você “acerte” o que eles pensam sobre o tema, mas sim com que você seja capaz de desenvolver uma ideia clara, razoável, pertinente e coerente.

fail seth meyers GIF by Late Night with Seth Meyers

Também conseguimos notar que os assuntos selecionados pela VUNESP para a redação da UNIFESP são atuais (de acordo com o ano em que foram cobrados) e extremamente relevantes para a sociedade. Pensar em como essas temáticas impactam a vida real dos cidadãos é um bom ponto de partida para a construção do seu texto.

Considere, por fim, que não há a opção do candidato “ficar em cima do muro”. Para que a produção textual seja desenvolvida, obrigatoriamente o autor deverá formar um ponto de vista. É impossível ser imparcial com temas assim, mas sua parcialidade deve ser seguida de razoabilidade, a fim de que, mesmo ao demonstrar que seu ponto de vista tem sentido, sua produção não seja avaliada como unilateral por não ter ponderado que há outras formas possíveis de se pensar o objeto de discussão.

Ufa! Depois de todas essas características, a dica que podemos te dar são aquelas que sabemos que funcionam em qualquer situação: muita leitura e muito treino.

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Veja também:

Como funciona a redação da FUVEST?

Prepare-se: UFSC

Prepare-se: Unicamp

Conclusão de Redação para Vestibulares e Concursos

10 erros que você NÃO DEVE cometer na redação do ENEM

Comentários do Facebook