Prepare-se: Unicamp!

por | fev 28, 2018

Confira as dicas para mandar bem na redação da concorrida Unicamp.

Para passar na Unicamp qualquer detalhe faz diferença. Por isso, esse post é exclusivo para falar da Redação Unicamp. A prova de redação está caindo na segunda fase do vestibular, e reserva algumas peculiaridades. A Unicamp costuma propor dois textos de gêneros diferentes, que não são divulgados antes. Cada texto vale 24 pontos, fechando um total de 48 pontos. Desde o último vestibular, a redação passou a ter um peso maior na Unicamp, a produção dos dois textos corresponde a 20% da nota final. Ou seja, não dá para marcar bobeira na hora de escrever!

Além de estar afiado na prática da escrita, o vestibulando deve ter bem claro os critérios de avaliação do vestibular que vai prestar. Isso vai fazer com que o aluno se atente aos detalhes, evitando perder pontos por pequenos descuidos, confira!

redacao-online-enem

Critérios de correção:

Gênero textual e interlocução: Esse critério leva em conta se o texto corresponde ao gênero solicitado na proposta de redação, e se os interlocutores, ou seja, a quem você se dirige durante o desenvolvimento do texto (a quem você se refere) estão sendo considerados.

Propósito: Nesse item o aluno é avaliado por cumprir ou não com o que foi pedido na proposta de redação, e se esteve atento às instruções de elaboração do texto.

Leitura e interpretação textual: Nesse aspecto, o vestibulando vai ser avaliado quando as relações que ele faz entre a redação e os textos fornecidos na prova.

Articulação escrita: Os dois textos devem apresentar uma escrita fluida, coerente, e bem fundamentada. O candidato também deve mostrar que sabe adequar a linguagem a cada um dos gêneros solicitados.

  • Vale lembrar que, na Unicamp, a redação é zerada apenas quando ocorre fuga do tema ou fuga do tipo de texto exigido.

É fundamental para quem vai fazer o vestibular da Unicamp estar familiarizado com diferentes tipos de texto, pois é recorrente ser exigido outros gêneros além da dissertação. Ou seja, é bom ater-se as diferenças de um tipo textual para outro: carta, narração, conto, dissertação, entre outros, como você pode ver abaixo, nos temas de redação Unicamp dos últimos cinco anos.

É bom ressaltar que essa variedade também aparece quanto aos temas de Redação que caem na Unicamp. Se observarmos os últimos temas, vamos ver que são bem diferentes uns dos outros, mas todos são relacionados a atualidades, ou seja, com o contexto vivido no ano em que a prova foi aplicada.

2012 – Nesse ano, foi pedido para que o aluno escrevesse um comentário de internet sobre a profissão de cientista; ou um manifesto de estudantes de uma escola sobre monitoramento online; ou, ainda, um verbete explicando o conceito de computação em nuvem.

2013 – Já em 2013, o vestibulando deveria fazer um resumo de um texto sobre pessimismo; ou uma carta a redatores de um jornal sobre alcoolismo.

2014 – A proposta de 2014 pedia para que o aluno escrevesse um relatório sobre oficina cultural em uma escola; na segunda proposta, uma carta aberta de uma associação, dirigida a autoridades, sobre problemas no trânsito.

2015 – O aluno deveria escrever uma carta para convocar pais de alunos a um debate sobre violência nas escolas; ou fazer uma síntese sobre recursos tecnológicos para humanizar atendimento na área da saúde.

2016 – Nesse ano foi a vez de fazer uma resenha de uma fábula de La Fontaine; ou um artigo de divulgação de um texto científico sobre indução de emoções.

E, como sempre, aqui vai um tema do ano anterior dessa prova:

[maxbutton id=”1″ ]

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM