SOMENTE HOJE: 20% OFF usando o cupom PROMO20 em todos os planos!

Juízo de Valor: como usar na Redação, exemplos

Juízo de Valor

🎓 E aí, RedAluno! Sabia que utilizar juízos de valor pode elevar a qualidade da sua redação? Eles ajudam a expressar suas opiniões de forma clara e convincente, contribuindo para a argumentação e garantindo pontos preciosos na competência 3 do ENEM, que avalia a seleção, organização, interpretação de informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. Vamos explorar o que é juízo de valor, como usá-lo e exemplos para você arrasar na sua próxima redação! ✍️📚

O que é Juízo de Valor na Redação?

Juízo de valor é a avaliação que fazemos com base em nossos gostos, percepções individuais e fatores culturais, sentimentais e ideológicos. Na redação, essas palavras expressam opiniões e julgamentos, sendo cruciais para indicar a posição do autor. Utilizá-los corretamente pode garantir que você pontue bem na competência 3, focada em argumentação e construção de sentido.

O que é um Juízo de Valor? Exemplos

Um juízo de valor avalia algo com base em critérios subjetivos, refletindo a opinião do autor. Exemplos incluem adjetivos como “necessário”, “prejudicial”, “inovador”, e frases que expressam julgamentos, como “é fundamental” ou “é imprescindível”.

O que é Juízo de Valor no Texto?

No texto, o juízo de valor aparece quando o autor faz uma afirmação que expressa uma avaliação subjetiva. Por exemplo, “é essencial implementar políticas públicas para combater a desigualdade” utiliza um juízo de valor (“essencial”) para reforçar o argumento.

Quais são as palavras com Juízo de Valor?

Palavras com juízo de valor incluem adjetivos e expressões que refletem julgamentos subjetivos. Aqui estão 50 palavras chiques com juízo de valor para elevar sua redação:

  1. Inovador(a) – Algo que introduz novidade ou originalidade.
  2. Prejudicial – Que causa dano ou prejuízo.
  3. Inequívoco(a) – Que não permite dúvida; claro, evidente.
  4. Peremptório(a) – Que não admite contestação ou recusa.
  5. Insubstituível – Que não pode ser substituído.
  6. Pioneiro(a) – Que é o primeiro a fazer algo, abrindo caminho para outros.
  7. Arbitrário(a) – Que depende de vontade ou capricho, sem critérios justos.
  8. Imparcial – Que não se deixa levar por opiniões pessoais, justo.
  9. Despótico(a) – Que exerce poder de maneira tirânica, sem considerar a opinião alheia.
  10. Proativo(a) – Que toma a iniciativa de realizar ações antecipadamente.
  11. Perspicaz – Que percebe ou compreende rapidamente as coisas, astuto.
  12. Altruísta – Que se preocupa ou ajuda os outros, desinteressadamente.
  13. Vanguardista – Relativo à vanguarda, inovador, à frente do seu tempo.
  14. Lucrativo(a) – Que gera lucro, rentável.
  15. Obsoleto(a) – Que caiu em desuso, ultrapassado.
  16. Sublime – De grande beleza ou elevação, que inspira admiração.
  17. Impetuoso(a) – Que age com ímpeto, impaciente, impulsionado.
  18. Sagaz – Astuto, que tem habilidade para entender e resolver coisas difíceis.
  19. Idílico(a) – Relativo a idílio, tranquilo, pacífico.
  20. Contundente – Que tem força para convencer, incisivo, persuasivo.
  21. Coerente – Que possui coerência, lógica, consistência.
  22. Arcaico(a) – Muito antigo, obsoleto, fora de uso.
  23. Categórico(a) – Absoluto, sem dúvida ou condição.
  24. Intrínseco(a) – Que é próprio de algo, essencial.
  25. Disruptivo(a) – Que provoca ou é capaz de provocar disrupção, inovador de forma radical.
  26. Efêmero(a) – Que dura um curto período de tempo, passageiro.
  27. Moroso(a) – Que demora, lento.
  28. Frívolo(a) – Sem seriedade ou importância, superficial.
  29. Magnânimo(a) – Generoso, que tem grandeza de alma.
  30. Pragmático(a) – Prático, que se foca na utilidade e nos resultados.
  31. Resiliente – Capaz de superar adversidades ou se recuperar rapidamente deles.
  32. Plausível – Que pode ser aceito ou acreditado como válido.
  33. Conciso(a) – Que expressa muito em poucas palavras, claro e breve.
  34. Dogmático(a) – Que se baseia em princípios estabelecidos como inquestionavelmente verdadeiros.
  35. Ambíguo(a) – Que pode ser interpretado de várias maneiras.
  36. Eloquente – Que se expressa de maneira clara, expressiva e convincente.
  37. Inerente – Que faz parte de, inseparável.
  38. Ostensivo(a) – Que se mostra abertamente, claro, evidente.
  39. Volátil – Que pode mudar rapidamente, inconstante, instável.
  40. Implícito(a) – Que não é expresso de maneira direta, mas subentendido.
  41. Ponderado(a) – Que pensa com calma e sensatez, equilibrado.
  42. Inócuo(a) – Que não faz mal, inofensivo.
  43. Insípido(a) – Sem sabor, sem interesse, monótono.
  44. Voraz – Ávido, que devora ou consome com intensidade.
  45. Indelével – Que não se pode apagar, permanente.
  46. Irreverente – Que demonstra falta de respeito por coisas sérias.
  47. Sutil – Delicado, que não é óbvio, difícil de perceber ou descrever.
  48. Intransigente – Que não cede ou compromete seus princípios.
  49. Pernicioso(a) – Muito prejudicial, danoso.
  50. Venerável – Merecedor de grande respeito por virtudes ou qualidades.

Frases de persuasão na Redação para Juízo de Valor

  1. “É imprescindível que [inserir tema] seja abordado de maneira eficaz, visto que [justificativa].”
  2. “Observa-se que [problema específico] contribui para que exista uma lacuna em relação a [consequência].”
  3.  “É importante que existam políticas públicas em relação a [inserir tema], pois [justificativa].”
  4.  “Para mitigar os efeitos de [problema específico], é necessário [solução].”
  5. “É necessário reconhecer que [fato ou situação], pois [justificativa].”
  6.  “A fim de solucionar [problema específico], é crucial que [ação ou medida].”
  7.  “Não se pode ignorar que [fato ou situação], uma vez que [justificativa].”
  8. “Deve-se considerar que [argumento], pois [justificativa].”
  9.  “Para garantir [benefício ou direito], é essencial que [ação ou medida].”
  10. “É fundamental que [ação ou medida] seja implementada para [objetivo].”
  11. “Observa-se que a falta de [recurso ou ação] agrava [problema específico].”
  12.  “A implementação de [ação ou medida] é vital para [objetivo].”
  13.  “É necessário que [autoridade ou instituição] adote [ação ou medida] para [objetivo].”
  14.  “A promoção de [ação ou medida] é um passo importante para [objetivo].”
  15.  “Para que [benefício ou direito] seja garantido, é imprescindível que [ação ou medida].”

Agora que você entende o que é juízo de valor e como usá-lo na sua redação, está mais preparado para construir argumentos sólidos e persuasivos. Lembre-se de utilizar essas palavras e expressões para enriquecer sua argumentação e garantir uma boa pontuação na competência 3 do ENEM. E para praticar ainda mais, não esqueça de acessar  nossa plataforma, onde você encontrará centenas de temas de redação e correções detalhadas para aprimorar suas habilidades. Vamos lá, RedAluno, conquiste sua nota 1000! 🎉✍️📚

POSTS RELACIONADOS

Calendário dos Principais Vestibulares 2024

Primeiramente, sabemos a dificuldade que os vestibulandos enfrentam para se organizar. Por isso, preparamos um calendário completo dos principais vestibulares do Brasil para 2024. Aqui,