Conjunto de temas cobrados em vestibulares de 2019.2

por | set 25, 2019

Saber os temas que já foram pedidos em vestibulares anteriores sempre nos dá um bom referencial de que linha poderá ser seguida nos próximos testes de grande porte, como o ENEM e os principais vestibulares.

A referência mais próxima e atual que temos são os vestibulares de meio ano, também conhecidos como vestibulares de inverno (em oposição aos vestibulares de verão, que ocorrem entre novembro e janeiro). Menos tradicionais, nem todas as universidades (principalmente as maiores) optam por oferecer essa possibilidade de ingresso no meio do ano aos candidatos.

Na sequência, temos o levantamento de algumas temáticas requeridas entre junho e julho de 2019.

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Tema: Vacinas

Alguma proposta relacionada à questão das vacinas tem sido uma aposta desde o início do ano, isso porque a polêmica em torno dos argumentos dos grupos anti vacina e da volta de doenças já erradicadas há décadas no país faz com que o assunto seja sempre debatido, por isso, tratar do questionamento sobre a real eficácia da vacinação, por um lado, e os perigos individuais e coletivos no caso da não vacinação, por outro lado, são elementos fundamentais para o desenvolvimento da proposta.

Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Tema: Culturas de alimentação nos dias atuais e suas consequências

Já numa linha bastante voltada à vida moderna, a Universidade Estadual de Maringá propôs que seus candidatos discutissem as consequências da alimentação atual.

Ao analisar a forma como o tema foi requerido, é notável que a visão da instituição é de que a alimentação das gerações atuais é ruim e traz diversas consequências, sendo assim, o candidato precisa refletir sobre quais são essas consequências tanto com relação à saúde pessoal quanto também à descaracterização do momento da refeição, antes uma oportunidade de reunir a família e conversar sobre o dia.

Nós já falamos sobre alimentação aqui, confere:

Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Tema: As consequências do racismo estrutural no Brasil contemporâneo

Com um tema extremamente específico e que exige do candidato obrigatoriamente saber o que é racismo estrutural, a Universidade Estadual de Ponta Grossa selecionou uma das formas de racismo para sua redação.

Note que o ponto de vista da instituição também é negativo, uma vez que se exige tratar das consequências ao longo do texto, o que, naturalmente, sugere que a conclusão traga alternativas viáveis para que o racismo estrutural- aquele que já está tão cristalizado na cultura de um povo que nem parece mais uma forma de discriminação- seja abolido na sociedade.

Nós falamos de racismo como tema de redação:

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Tema: Relação entre o humor e a liberdade dentro dos limites da ética

Um dos vestibulares mais tradicionais (e concorridos) é, sem dúvida, o da PUC, por conta disso, uma proposta de redação envolvendo o tema ética não é de se espantar nem um pouco.

Discutir princípios e limites éticos é sempre algo complexo, já que a ética pode variar com base num ponto de vista pessoal, mas, como a proposta trazia os elementos do humor e da liberdade, acaba sendo um pouco mais fácil definir que o ético. Nesse caso, está extremamente ligado ao campo do respeito, afinal, quando alguém se sente desrespeitado ou ofendido, perde-se a característica de humor.

Já falamos sobre esses limites também:

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ)

Tema: Concepções sobre o mundo a sua volta no tempo em que você vive.

Já a irmã carioca da PUC-SP resolveu apresentar em sua redação praticamente um convite à exposição da forma como você vê o mundo atual.

Por ser um tema de grande abrangência, é essencial selecionar quais aspectos do mundo serão trabalhados, caso contrário, há o risco de as ideias serem explicadas de forma superficial, o que causa muitos descontos na sua tão querida notinha.

Um erro comum numa proposta redacional como essa é querer escrever o texto em primeira pessoa ou fundamentar os argumentos apenas no ponto de vista pessoal. O tipo de texto selecionado – dissertativo argumentativo – requer uma espécie de afastamento do assunto e, lógico, a presença de justificativas para as abordagens.

Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Temas:

Por que as pessoas mentem?

É possível aproveitar o dia sem pensar no amanhã?

 Por que governos relutam em aceitar refugiados?

A Universidade de Caxias do Sul decidiu facilitar para seus candidatos (ou não), deixando a cargo do vestibulando a escolha entre um dos três temas possíveis.

Interessante notar que o tema “É possível aproveitar o dia sem pensar no amanhã?” e “Por que governos relutam em aceitar refugiados?” fazem uma aproximação com temas também cotados para o ENEM e os vestibulares de 2019/2020. Inegavelmente, tópicos voltados à saúde mental e ao bem-estar das pessoas (de todas as pessoas, inclusive aquelas que não são cidadãs brasileiras, como os refugiados) merecem nossa atenção e aquele estudo reforçado.

Alguns temas relacionados que já comentamos aqui:

Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Temas:

Manifesto a favor da preservação das águas.

Relato de viagem.

Caprichando na requisição, a UECE não teve dó de seus candidatos e optou logo por dois pontos comuns, mas com gêneros pouco usuais em redações de grandes testes: o manifesto para a preservação das águas e o relato pessoal para a viagem. No caso do relato de viagem, o autor ainda tinha que se imaginar como escritor de um site especializado em viagens.

Obviamente, o que pode trazer preocupações aqui não são os temas, mas sim os tipos textuais selecionados. Ambos têm características bastante específicas e que devem ser rigorosamente obedecidas para o alcance de um bom conceito final, por isso, não se limite a estudar “apenas” a dissertação argumentativa em seu cronograma.

Mesmo com conteúdos variados, é super possível perceber que sempre há uma discussão de cunho social em todos os temas e é por causa disso que insistimos tanto na leitura, conhecimento e análise do que tem acontecido na sociedade, assim como quais são os movimentos sociais atuais e suas principais reivindicações. Essas informações são capazes de te dar repertório, ou seja, uma base para que você consiga compreender o assunto e debatê-lo de forma mais aprofundada e argumentativa.

Já falamos sobre alguns assuntos gerais que vão te ajudar na sua redação:

Não se esqueça também de que só conhecer os problemas sociais não é o suficiente, é necessário que você tenha propostas de solução para eles, sendo assim, nunca finalize o estudo de um tema sem pensar em qual resolução seria possível e mais adequada para a situação em questão.

[maxbutton id=”1″ url=”como-fazer-uma-boa-proposta-de-intervencao-na-redacao-do-enem” ]


Aqui vão mais dicas para você arrebentar na redação:

10 apostas de tema de redação para o ENEM 2019

9 assuntos de sociologia para estudar antes de escrever suas redações

5 formas de melhorar seu repertório sociocultural para a redação

Como escrever uma redação sem saber nada sobre o tema?

Como fazer uma boa proposta de intervenção na redação do ENEM?

Diferenças e semelhanças entre a redação do ENEM e de vestibulares

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM