logo redação online

Desenvolvimento Argumentativo: como fortalecer seus pontos de vista na redação

Desenvolvimento Argumentativo: como fortalecer seus pontos de vista na redação

É simples fazer argumentos fortes na redação: é usar evidências indiscutíveis. Por isso, vamos mostrar 8 exemplos práticos de como fazer isso, neste artigo. 

Para desenvolver sua argumentação e conseguir uma nota máxima  numa redação, é preciso saber fortalecer seus pontos de vista, sem dúvida. Desse modo, o segredo são as evidências! 

Pode observar : toda argumentação perfeita tem evidências indiscutíveis. 

Sempre é preciso mostrar evidências do que você está dizendo,  comprovar que você tem razão. 

Mas ok, você quer saber como é isso na prática… Vamos mostrar exemplos de como sua argumentação fica imbatível com a evidência certa.

Desenvolvimento argumentativo: as evidências que deixam argumentos imbatíveis!

Exemplo 1

Quem iria duvidar de você nesta argumentação abaixo?

A religião é usada pelo Homem como forma de dominação, não apenas como forma de conexão espiritual. No Período Colonial do Brasil, ao longo dos séculos XVI e XIX, os colonizadores tentavam converter os índios ao catolicismo, exatamente com base no pensamento português de soberania. E esse é apenas um dos casos que temos na História da Humanidade.

É um fato. Nesse sentido, houve uso da religião no Brasil Colonial, para impor o domínio sobre os nativos, e isso dá força total ao argumento.

Exemplo 2

Apesar de tantos brasileiros terem deixado as grandes cidades para trás, elas ainda  

Somos uma civilização com conflitos constantes entre o certo e o errado – conflitos de ordem moral e ética. Mas isso faz parte de sua condição humana e desde sempre. Já no século XVII Gregório de Mattos, poeta brasileiro, escreveu seus poemas inspirado nesse fenômeno do comportamento. 

Realmente a sociedade da época de Gregório oscilava entre valores corretos e incorretos, do ponto de vista moral e ético. Afinal, quem discutiria?!

Exemplo 3

Aliás, veja como um estudo de Foucault deu respaldo a este argumento:

O poder político envolve necessariamente controle sobre o povo. Essa situação foi estudada e confirmada por Michel Foucault, filósofo francês. Segundo ele, esse controle vem de uma linguagem específica que garante o resultado (favorável aos poderosos).
Se você anda lendo filósofos, vai ter chances de usar as hipóteses deles como apoio para seus argumentos. Eles podem estar enganados, claro, mas são autoridades até prova em contrário, não é?

Exemplo 4

Que tal ficou a lembrança sobre o livro citado abaixo? Não reforçou o argumento do candidato?

Alguns comportamentos do brasileiro hoje podem ser explicados do ponto de vista histórico. Somos um povo muito afável, simpático (é o que dizem os estrangeiros, pelo menos), sem formalidades; e como não temos formalidades, também as leis por aqui às vezes “não pegam” – não são obedecidas. Essa hipótese foi levantada e consolidada na obra de Sérgio Buarque de Hollanda, Raízes do Brasil. Sendo assim, não seria muito fácil eliminar alguns defeitos que temos, já que estão entranhados nas nossas origens.

Além disso, o corretor consideraria este argumento muito forte, já que tem embasamento nada mais nada menos que em Sérgio Buarque de Hollanda.

Exemplo 5

Um candidato afirmava que os jovens de hoje sofrem com a falta de emprego – como ele poderia embasar essa afirmação, por exemplo?

Veja como ele conseguiu:

Um fenômeno bastante preocupante no Brasil envolve o baixo índice de ocupação no mercado de trabalho por parte de nossos jovens. Isso significa uma incerteza quanto ao futuro do nosso país, e, o pior: é um grupo que está aumentando. No último Censo do IBGE, a taxa desses jovens entre 14 e 29 anos caiu de 49,4% em 2019 para 42,8% em 2020. Em 2012, 53,7% deles tinham alguma ocupação. 

Números! 

Esse candidato se lembrou de números que tinha visto num portal de notícias e… sem dúvida, foi o suficiente para ter uma argumentação forte!

Exemplo 6

Ademais, veja mais uma argumentação que ganhou força graças a números:

Dentre os principais casos de agressão que se registram no Brasil hoje, talvez o racismo seja o mais preocupante. Basta que se analise os registros de racismo recente: saltaram de 1.464 casos, em 2021, para 2.458, em 2022, o que representa um aumento de 67%, conforme o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2023. 

E então? Não vale a pena estar sempre bem informado?!

Claro que vale! Com dados assim concretos uma simples afirmação sua ganha impacto.

Desenvolvimento argumentativo: exemplo 7

Em seguida, notícias estão ao nosso redor o tempo todo – por que não usá-las para facilitar a vida na hora de reforçar o ponto de vista de uma argumentação? Foi o que este candidato fez:

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu, nesta segunda-feira (18), uma sindicância para apurar a morte da advogada Silvia de Oliveira Martins, de 40 anos, que sofreu complicações após uma lipoaspiração realizada em uma clínica em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio.

Não é uma argumentação indiscutível?!

Desenvolvimento argumentativo: exemplo 8

Por outro lado, outra simples notícia deixou esta argumentação indiscutível:

O Brasil é conhecido como sendo o país onde mais se realizam cirurgias plásticas com fins estéticos no mundo. A questão é que toda cirurgia tem riscos, e esse tipo de cirurgia não é exceção. É preciso alertar pessoas interessadas em melhorar a aparência para que pesem prós e contras. Isso poderia evitar casos como o divulgado pelo jornal O Dia, recentemente: a advogada Silvia Corrêa, de 40 anos, sofreu complicações após uma lipoaspiração, no Rio de Janeiro, e morreu.

Fatos concretos… uma evidência fácil de ser obtida e perfeita para argumentos fortes.

Desenvolvimento argumentativo: tipos de evidências mais comuns para fortalecer argumentos

Se você seguiu atentamente nossos exemplos acima, já viu os tipos de evidências mais fáceis de se usar em redações. Desse modo, são fáceis de lembrar e fáceis de usar. 

A lista abaixo inclui eles e alguns outros:

  • fatos
  • períodos históricos
  • autores
  • filósofos
  • poetas
  • obras literárias
  • peças de teatro
  • filmes 
  • esculturas
  • pinturas
  • músicas
  • personalidades
  • mídias
  • estudos
  • estatísticas e dados
  • informações de áreas do conhecimento (sociologia, medicina, filosofia, literatura, educação, etc)

O que não funciona para reforçar argumentos na redação

É bom avisar que existem elementos usados em redação com jeito de evidências, mas não são. Veja estes dois casos:

Leis em geral

Constituição e leis são bastante usados por candidatos, mas não são exatamente evidências de um argumento. Ou seja, leis não provam nada! 

Elas podem ser usadas, tranquilamente, mas como premissas para reforçar uma afirmação que você faça. 

Uma premissa é um ponto de partida que se usa para uma argumentação. 

Por exemplo:

O artigo 5º da Constituição Federal, assegura a liberdade de credo a todos os cidadãos. Portanto no Brasil não é admissível nenhum tipo de impedimento à manifestação religiosa. 

Observe que o candidato partiu da informação obtida na Constituição para afirmar uma verdade. Ela não funcionou como comprovação ou evidência de uma afirmação, percebe? Foi um fato a partir do qual o candidato afirmou algo, ou seja, quase como uma dedução.

Obras de ficção

Obras de ficção são aquelas em que o autor cria, livremente, com sua imaginação, um enredo e personagens. Desse modo, ele pode se basear em fatos reais, sim, mas não há como garantir que o que ele narra é 100% verdadeiro. 

Então tenha cuidado: veja se a obra que você quer citar é uma prova do que você está dizendo, ou apenas uma criação da imaginação de alguém, por exemplo. 
Ao optar por citar fontes literárias para dar evidências de suas ideias, isto é, prefira as obras documentais e os estudos. Sem dúvida, os Sertões seria um bom exemplo – já que é uma obra documental, escrita por um jornalista (Euclides da Cunha).

Conclusão

Por fim, viu como o desenvolvimento argumentativo é fortalecido com evidências?  Esse é um um trunfo na hora de argumentar!
Baseando suas afirmações em fatos, dados e exemplos concretos, fica muito mais fácil convencer o corretor. Afinal, nossos corretores não nos deixam mentir!

POSTS RELACIONADOS