Filósofos para usar na redação do enem

por | ago 11, 2021

Início » Dicas de Redação » Filósofos para usar na redação do enem

Conheça alguns filósofos para usar como repertório em suas redações!

 

Para quem está focado(a) nas provas do Enem, em especial, para quem treina redação, não é novidade que ter um bom repertório faz muita diferença. Isso porque, quando bem utilizado no texto, pode garantir um desenvolvimento das ideias mais profundo, o que impacta a nota de algumas competências. Portanto, além de treino, é fundamental que você separe um tempo para ampliar seus conhecimentos nas diversas áreas. Assim, você conseguirá se sair bem diante de qualquer tema. Hoje, trouxemos sugestões de filósofos para usar na redação. Associar algumas teorias e citações com o tema, geralmente, é uma boa estratégia. Você está preparado(a)? Se não, comece a anotar!

 

Byung-Chul Han

 

Nem só de K-pop vive a Coreia do Sul. Este pensador sul-coreano é um dos grandes nomes do momento entre os filósofos para usar na redação, em especial porque ele lança um olhar apurado para a sociedade contemporânea. Em suas obras, ele trata das relações – em especial de trabalho – em que, em nome de uma “liberdade” o que se vê são pessoas coagidas. Como assim? Bom, você já ouviu falar em ser “empresário de si mesmo”, não é? Para Byung-Chul Han, o excesso de foco no desempenho tem sobrecarregado as pessoas, sendo uma das causas de depressão e síndrome de burnout.

Além disso, ele discute também a superexposição (via mídias sociais) e a necessidade de estarmos sempre produzindo, tornando a nossa relação com os aparatos digitais obsessiva. Para ele, a tendência é que o mundo privado deixe de existir, pois as coisas só são “reais” se são visíveis: uma lógica de “Posto, logo, existo“, um contraponto a outro filósofo, René Descartes, célebre pela frase “Penso, logo, existo”.

 

Entre as principais obras de Han, podemos citar:

 

  • Sociedade do cansaço
  • Sociedade da transparência
  • Agonia do Eros
  • No enxame: perspectivas do digital

Neste artigo do El Pais você encontra alguns de seus conceitos atrelados a eixos como: autenticidade, autoexploração, uso excessivo de dados (Big Data), comunicação, narcisismo, relação com os outros, questão dos refugiados, relação da humanidade com o tempo. Para o filósofo, a velocidade e o excesso de tarefas na sociedade de hiperconsumismo nos impede de termos momentos de contemplação, tornando as pessoas dóceis e manipuláveis, pois não mais refletem sobre os fatos. O que você pensa sobre isso?

 

Nancy Fraser

 

São poucas as mulheres que são citadas na redações, assim como também há uma limitação a pensadores de outros séculos enquanto há muita teoria atual sempre trabalhada. Portanto, trouxemos o nome de Nancy Fraser para que você descubra mais sobre suas ideias e se destaque em seus textos. Essa pensadora feminista norte-americana foca seus estudos nas concepções de justiça. No Brasil, seus conceitos podem ser vistos em obras como O velho está morrendo e o novo não pode nascer, Feminismo para os 99%, entre outras. Separamos este artigo, para você se aprofundar mais nas propostas teóricas dela.

 

Edgar Morin

 

Se você fez o Enem 2019 deve se lembrar desse nome. Nos textos motivadores, havia uma definição de Morin sobre o que é cinema. Lembrou? Pois é, ele é considerado um dos maiores pensadores ainda vivo (completou 100 anos em 2021!) e já deu contribuições sobre diversos temas, inclusive a respeito da educação. Portanto, vale a pena conhecer alguns de seus escritos e, assim, enriquecer sua argumentação com citações do filósofo. Assim, uma sugestão é conhecer a obra Os sete saberes necessários à educação do futuro. Veja, a seguir, algumas frases do autor:

“Todo desenvolvimento verdadeiramente humano significa o desenvolvimento conjunto das autonomias individuais, das participações comunitárias e do sentimento de pertencer à espécie humana”.

“A mundialização, a industrialização, atinge a todos, por esses motivos compartilhamos dos mesmos problemas e medos”.

“Temos todos o mesmo destino porque vivemos com os mesmos problemas, medos e tensões. Vivemos os mesmos perigos, e eles são vários: as doenças, as guerras, as tensões religiosas”.

“Reforma de pensamento significa reforma de educação”.

 

 

Slavoj Žižek

 

Para este filósofo esloveno, só existirá salvação para a humanidade a partir da união. Assim, se ainda não aprendemos com todas as crises já vividas, outras serão necessárias para nos fazerem mais solidários. O pensador tem como um de seus focos pensar a cultura popular da atualidade. Neste artigo da revista Piauí você pode conhecer um pouco mais das ideias que o lançaram ao “estrelato” e, assim, usar as ideias desse filósofo na sua redação.

No ano passado, publicou a obra Pandemia: covid-19 e a reinvenção do comunismo, destacando diferentes aspectos do surto provocado pelo novo coronavírus: filosóficos, psicanalíticos, políticos, sociais, econômicos, ecológicos e ideológicos. Mas, se você nunca leu uma obra dele, veja a seguir algumas frases de mais um desses filósofos para usar na redação:

“Você não pode mudar as pessoas, mas pode mudar o sistema para que as pessoas não sejam pressionadas a fazer certas coisas.”

“O fato de não fazer nada não é vazio, tem um significado: dizer sim às relações de dominação existentes”.

 

 

Achille Mbembe

 

Mbembe é um filósofo camaronês que escreveu a obra Necropolítica, um conceito que tem sido muito lembrado na atualidade em função das formas de governo que pregam a morte da população e não a defesa da vida. Mais especificamente, revela como se dá a distribuição desigual da oportunidade de viver e morrer no sistema capitalista atual. Entre seus temas de pesquisa estão presentes, além de política, a história da África e o pós-colonialismo. Veja algumas frases que podem dar mais fundamentação aos seus textos, de acordo com a temática da prova:

“Ser soberano é exercer controle sobre a mortalidade e definir a vida como a implantação e manifestação do poder.”

“As desigualdades continuarão a crescer em todo o mundo. Mas, longe de alimentar um ciclo renovado de lutas de classe, os conflitos sociais tomarão cada vez mais a forma de racismo, ultranacionalismo, sexismo, rivalidades étnicas e religiosas, xenofobia, homofobia e outras paixões mortais.”

 

 

Bom, agora que você conhece esses nomes, procure pesquisar mais sobre eles e aproveitar as suas teorias para elaborar um projeto de texto bem interessante. Procuramos sugerir autores/as ainda vivos, que seguem produzindo, para que haja uma renovação no repertório que a maioria dos participantes coloca nas redações, como Kant, Hobbes, entre outros.

Então, bora atualizar suas fontes e se destacar?! Quer saber se está conseguindo fazer uma boa abordagem das propostas de redação? Conheça nossos planos e envie seu texto à nossa equipe de corretores! Até a próxima!

 

 

 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é ad-3-1-1024x536.jpg
Cláudia Bechler

Bacharela e Licenciada em Letras Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela UFSC. Mestra em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da UFSC.

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM