Como usar filmes e séries na redação?

por | abr 5, 2022

Início » Atualidades » Como usar filmes e séries na redação?

 

Não é só de citações de filósofos famosos que vive a redação do Enem e vestibulares. Usar filmes e séries na redação como repertórios socioculturais pode ser uma ótima forma de fundamentar a sua tese e apresentar uma visão crítica sobre a realidade.

E não estamos falando apenas de produções documentais. É possível usar até mesmo animações, fantasias e filmes de ficção científica. O importante é que você saiba relacionar a narrativa ao tema proposto pela banca de redação, de forma crítica e produtiva.

Quer saber mais sobre como usar filmes e séries na redação? Continue a leitura e confira as dicas que selecionamos!

 

Anote em um caderno os filmes e séries que você assiste

 

Uma ótima forma de estudar redação e treinar o uso de repertórios socioculturais, é anotar em um caderno os filmes e/ou séries que você assiste e tentar relacioná-los a possíveis temáticas de redação. Anote as cenas mais produtivas para o tema e as ideias que você teve assistindo a produção.

Lembre-se de relacionar os temas conforme os eixos temáticos. Essa prática vai fazer com que você lembre mais facilmente do repertório na hora da prova. Por isso, tenha sempre por perto um caderninho ou um bloco de notas no celular quando for assistir ao seu filme ou série nas horas livres.

Além disso, debater e criticar as produções cinematográficas com amigos e familiares também é uma ótima maneira de fazer com que você reflita sobre o filme e tenha novas percepções sobre ele. Compartilhar ideias e discutir sobre o assunto é sempre mais enriquecedor!

 

Relacione a narrativa ao tema de redação de forma produtiva

 

Tanto a redação do Enem quanto as redações de vestibulares exigem que os repertórios sejam produtivos e pertinentes ao tema. Isso quer dizer que o repertório deve contextualizar a temática e ajudar na construção do seu ponto de vista.

Nesse sentido, se a sua escolha foi usar filmes e séries na redação, você deve articular a ficção ao tema proposto de maneira crítica. Ou seja, não adianta apenas citar um filme ou série, é necessário que ele faça sentido para o tema e para os seus argumentos.

 

Contextualize as narrativas de forma breve na redação

 

Filmes e séries podem ser usados tanto na introdução da redação quanto no desenvolvimento. Independente disso, ao citá-los em sua redação, é importante que você sempre contextualize a narrativa de forma breve.

Tenha em mente que a pessoa que irá ler a redação não assistiu ao filme ou à série. Por isso, é necessário que você resuma a narrativa de forma muito breve e selecione as cenas e as informações mais importantes para o seu texto. Pense se fará mais sentido citar um personagem ou uma cena em específico. Após essa breve contextualização, aí sim você poderá relacioná-los ao tema!

 

Faça analogias com a realidade

 

Não são somente os filmes que retratam de forma mais explícita as temáticas sociais que são pertinentes para a redação. Aquela série de fantasia, ficção científica, comédia ou animação também pode ser usada de forma muito produtiva, crítica e criativa.

Isso só é possível se você fizer uma analogia entre a ficção e a realidade discutida no tema proposto. Para isso, é necessário que você tenha um senso crítico em relação à obra escolhida e pratique muito a redação.

 

Redações nota 1000 que citaram filmes e séries na redação

 

Agora que você já sabe como usar filmes e séries na redação, confira algumas redações nota mil do Enem que utilizaram esse tipo de repertório sociocultural.

Em 2020, a estudante Adrielly Clara Enriques utilizou o filme “Coringa” (Joker, 2019) para contextualizar o tema de redação “O Estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira“. Confira o trecho a seguir:

 

“No filme estadunidense ‘Joker’, estrelado por Joaquin Phoenix, é retratado a vida de Arthur Fleck, um homem que, em virtude de sua doença mental, é esquecido e discriminado pela sociedade, acarretando, inclusive, piora no seu quadro clínico. Assim como na obra cinematográfica abordada, observa-se que, na conjuntura brasileira contemporânea, devido a conceitos preconceituosos perpetuados ao longo da história humana, há um estigma relacionado aos transtornos mentais, uma vez que os indivíduos que sofrem dessas condições são marginalizados. Ademais, é preciso salientar, ainda, que a sociedade atual carece de informações a respeito de tal assunto, o que gera um estranhamento em torno da questão.”

Já o estudante Lucas Felpi, em 2018, citou no desenvolvimento da sua redação a série Black Mirror (Netflix, 2011). Note que a relação estabelecida por ele ajudou a sustentar a sua tese acerca do tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. Leia a seguir:

 

“Por conseguinte, presencia-se um forte poder de influência desses algoritmos no comportamento da coletividade cibernética: ao observar somente o que lhe interessa e o que foi escolhido para ele, o indivíduo tende a continuar consumindo as mesmas coisas e fechar os olhos para a diversidade de opções disponíveis. Em um episódio da série televisiva Black Mirror, por exemplo, um aplicativo pareava pessoas para relacionamentos com base em estatísticas e restringia as possibilidades para apenas as que a máquina indicava – tornando o usuário passivo na escolha. Paralelamente, esse é o objetivo da indústria cultural para os pensadores da Escola de Frankfurt: produzir conteúdos a partir do padrão de gosto do público, para direcioná-lo, torná-lo homogêneo e, logo, facilmente atingível.”

 

Perceba que ambos os estudantes contextualizaram de forma breve e selecionaram as partes mais importantes do filme ou série para a redação. Além disso, os repertórios são produtivos e pertinentes ao tema, uma vez que foram relacionados de forma coerente à temática proposta e ao ponto de vista defendido.

 

A professora Chay, do Redação Online, falou um pouco mais sobre como citar filmes na redação. Dá o play:

 

https://www.youtube.com/watch?v=6IQY5hMbK-Q

 

Gostou de saber como usar filmes e séries na redação? Esperamos que este conteúdo te ajude a pensar, com mais facilidade, em repertórios para as próximas redações. Precisa de ajuda para estudar? Conte conosco! Confira os nossos planos de correção e conheça nosso curso de redação nota 1000!

Marina Dias

Bacharela em Letras Língua Portuguesa e Literaturas pela UFSC, revisora de textos e redatora.

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM