logo redação online

Como usar as leituras obrigatórias da Fuvest 2021 nas redações? – PARTE 1

A Fuvest, Fundação Universitária para o Vestibular, cuida de um dos principais vestibulares do país, o vestibular da Universidade de São Paulo, que arrasta milhares de candidatos de várias partes do Brasil em busca de uma tão sonhada vaguinha numa universidade federal e algo que quase ninguém sabe é que as leituras obrigatórias da Fuvest 2021 pode ser usado nas redações.

Por isso, não é de se espantar que a lista de leituras obrigatórias selecionadas pela Fuvest tenha influência sobre muitos outros vestibulares e testes diversos.

As leituras obrigatórias são essenciais para garantir um maior número de acertos, já que questões relacionadas às obras compõem boa parte das avaliações de linguagens.

Então, como essas leituras são realmente obrigatórias e não meros enfeites no edital, nós, do Redação Online, pensamos: por que não relacionarmos essas obras, que são referência em nossa literatura, a possíveis temas de redações?

E assim surgiu este artigo, com o objetivo máximo de otimizar suas leituras e fazer com que você tenha o melhor desempenho possível em seus testes.

Para cada obra da lista oficial, estamos disponibilizando um breve resumo do livro e a relação dos temas em que pode haver coerência entre eles. Os livros estão organizados em ordem aleatória.

A lista das obras da Fuvest 2021 podem ser usadas na redação, e é composta por nove obras e, inicialmente, selecionamos as quatro primeiras para que nossos apontamentos sejam mais completos:

  • Poemas Escolhidos, de Gregório de Matos.
Resenha] Poemas Escolhidos de Gregório de Matos - Algumas ...

Esta é a segunda vez que Poemas Escolhidos comporá a lista da Fuvest, por isso, ainda não sabemos de que forma exatamente o livro será cobrado na prova.

Gregório de Matos, poeta barroco, teve um apelido, digamos, interessante, Boca do Inferno (ou Boca de Brasa). Delicado, não?

Esse apelido tão amoroso tem um motivo: Gregório, nascido na Bahia em 1636, está inserido numa esfera de grande efervescência social e não deixa passar uma única oportunidade de criticar o governo, a nobreza e o clero em seus poemas com traços intensamente satíricos.

A exploração vivida no Brasil enquanto colônia de Portugal também tem espaço em sua obra e é nesse sentido que os líderes, sejam eles religiosos, governamentais ou reais, são mais criticados pelo autor.

É também com Gregório de Matos que o brasileiro e a riqueza nacional são exaltadas pela primeira vez na literatura brasileira.

A obra Poemas Escolhidos, publicada apenas em 1975, relaciona-se com temas que tratem da valorização nacional, da construção da identidade do Brasil, do abandono da população por seus líderes, da corrupção, das falsas aparências e do sofrimento do povo.

  • Quincas Borba, de Machado de Assis.
Quincas Borba | Amazon.com.br

Apesar de também ser uma “nova obra” na lista da Fuvest, Quincas Borba já é leitura mais do conhecida e amplamente recomendada nas escolas tradicionais, uma vez que Machado de Assis e todo seu rol literário são patrimônios culturais do Brasil.

Quincas Borba, de 1891,  na verdade, é uma continuação de Memórias Póstumas de Brás Cubas, mas com temáticas bastante peculiares.

De forma resumidíssima, pois a obra é riquíssima, Rubião, o protagonista, caminha para a loucura por conta de um amor não correspondido, então, um dos temas com que a obra se relaciona é justamente a saúde mental, assunto que tem sido muito cotado desde 2019 enquanto tema de redação.

Há no livro a invenção de uma filosofia, a de que a vida é um verdadeiro campo de batalha no qual apenas os fortes conseguem sobreviver. Essa ideia presente num livro escrito por um negro, inserido numa sociedade extremamente preconceituosa, com certeza serve para uma porção de temas.

Já ouviu o ditado “Ao vencedor, as batatas”? Pois é, originalmente, ele é de Quincas Borba e retrata bem a filosofia do enredo.

  • Claro Enigma, de Carlos Drummond de Andrade.
Claro Enigma” – Análise da obra de Carlos Drummond de Andrade ...

Já velha conhecida da lista da Fuvest, Claro Enigma, de 1951 e com 42 poemas, tem como tema central a reflexão de um eu lírico amargurado diante da sociedade.

E por que amargurado? A obra deixa claro o desencantamento e a decepção de Drummond diante da sociedade em que ele vivia. Após anos de engajamento social, o autor, inserido num contexto de grande transformação social no Brasil e no mundo, dá mostras de seu cansaço em vários poemas do livro.

Por outro lado, Claro Enigma também discute temas muitos íntimos, como a importância e o poder da memória, a origem das pessoas e, lógico, o amor.

Muito importante salientar o contraste que ocorre no próprio título da obra. A suposta “incoerência” entre as palavras escolhidas já nos conta bastante das contradições que estarão presentes nos próprios poemas.

Há muito com que se relacionar a obra, mas a impotência e pequenez do sujeito frente às situações sociais e a decepção causada por conta disso são as duas perspectivas que mais saltam aos olhos.

Só para você ter uma ideia um pouco mais ampla sobre a importância de Claro Enigma: Ele foi considerado por muitos especialistas em literatura o livro de poesia mais importante escrito em Língua Portuguesa no século XX.

  • Angústia, de Graciliano Ramos.
Angústia - obra de Graciliano Ramos - InfoEscola

Angústia surgiu na lista de leituras da Fuvest em substituição ao clássico Vidas Secas, do mesmo autor.

Graciliano Ramos é especialista em fazer o leitor sentir na pele todas as desventuras vividas por seus protagonistas e com Angústia não é diferente.

De 1936, o premiado livro é recheado de referências ao contexto político e social da época, inclusive, a discussão das relações políticas é um fator extremamente presente na narrativa.

O protagonista é Luís da Silva, um funcionário público que desejava ser escritor, mas que se vê frustrado nessa intenção. Além disso, Luís perde sua amada Marina ao longo do enredo e isso faz dele um personagem ainda mais amargurado e desesperançado.

A tristeza e frieza de Luís, beirando um estado de depressão num tempo em que não se falava de depressão, perpassam as várias páginas do enredo e acompanham o protagonista desde sua infância.

O inconformismo de Luís frente à realidade social e política de sua época é um traço marcante da obra. É possível imaginar que essa característica se deva ao fato de que Graciliano Ramos, na época de escritura da obra, estava preso pelo governo de Getúlio Vargas.

Este é mais um livro que pode ser utilizado em temas que se relacionem com a situação social do país e o inconformismo do sujeito frente à essa situação.

É essencial analisarmos as listas de leituras anteriores da Fuvest para notarmos o seguinte: a instituição tem valorizado mais e mais a cada ano autores e obras que são referência de qualidade e literatura em nosso país. Não é por acaso que, das nove obras escolhidas, sete são de autores brasileiros.

Também é possível notarmos que as obras selecionadas têm uma veia de crítica social muito forte, em diferentes contextos, claro, mas com um foco bastante evidente nas relações sociais e políticas e como essas relações influenciam a formação e o caráter do povo.

A lista é composta por mais cinco obras de extrema relevância no cenário da literatura e por isso queremos saber: Vocês querem ver a parte II com as cinco obras restantes da lista da Fuvest aqui no nosso blog? Estamos apenas aguardando a opinião de vocês para prepararmos mais um artigo especial sobre o assunto.

JÁ PUBLICAMOS A PARTE II, CONFIRA CLICANDO AQUI!

LEIA MAIS:

Como funciona a redação da FUVEST?

Dicas de como fazer uma redação nota 10 na FUVEST

Tema de Redação FUVEST 2019: De que maneira o passado contribui para a compreensão do presente?

Como interpretar e compreender os textos motivadores da redação?

Como usar o livro O Meu Pé de Laranja Lima nas redações?

POSTS RELACIONADOS

Tudo sobre o fies 2024

A Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, estabeleceu o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) com o propósito de oferecer financiamento a estudantes

⏰ O cupom loucura com 40% de desconto acaba em:

  • 00Dias
  • 00Hrs
  • 00Min
  • 00Seg