A argumentação é a uma das partes principais da Redação ENEM, então capriche para garantir 1000!

Estruturar uma boa argumentação na Redação ENEM é um grande desafio. No entanto, fazer uma argumentação concisa não é tão complicado quanto parece. O que você tem que ter em mente, na hora de escrever, é que selecionar os melhores argumentos vai fazer com que seu texto fique bem escrito. Por isso, muitas vezes, mais vale você escrever sobre um tema que é simples, mas que você tem domínio, a escrever sobre um tópico que é mais complexo, mas que você não tem muito conhecimento sobre.

Redação enem

Um exercício bacana que você pode fazer, para colocar em prática a argumentação, é pegar o tema da redação, escrever em um rascunho e listar tópicos relacionados a ele.

Exemplos:

Tema: Racismo no Brasil:

1) População negra x polícia;

2) Expressões racistas impregnadas em nosso vocabulário;

3) A diferença entre os papéis de atores negros e atores brancos nas novelas brasileiras;

4) A baixa presença de negros nas universidades ou em cargos de destaque;

5) Violência obstétrica em mulheres negras.

Tema: Amor

1) Amor fraternal;

2) Amor doentio;

3) Amor bandido;

4) Amor próprio;

Depois desse exercício livre de listar as muitas possibilidades de se discutir sobre um tema, você pode selecionar os tópicos que se sente mais à vontade, que tem mais conhecimento sobre. Pois, durante o exercício, outros links serão feitos. Você pode lembrar de uma música, uma notícia, um estudo, um livro, um filme, documentário ou de uma reportagem relacionada ao tema de um dos tópicos listados, o que vai ajudar a escolher as informações que vão compor a argumentação.

Feito isso, tente ir construindo uma ideia em torno do tópico que você se sente mais à vontade para escrever. Unindo um dado a outro, logo você vai ter um parágrafo completo. Não esqueça de selecionar argumentos que contribuam para a coesão do texto como um todo. Ou seja, tente selecionar argumentos que estejam relacionados entre si.

Não há espaço numa redação para ENEM e vestibulares para que você discorra muitos argumentos. O caminho mais inteligente é selecionar poucos, mas fortes e suficientes argumentos pra’quilo que você deseja defender. E, claro, você deve escolher dados que deem conta de tudo que você deseja provar. Por exemplo, se você falar sobre a questão do racismo no Brasil, você pode escolher argumentos pautados somente em questões objetivas (genocídio da população negra, baixo número de universitários negros, menor média de escolaridade, maior população carcerária), mas também questões subjetivas (padrão de beleza racista, solidão da mulher negra, baixa autoestima, síndrome do impostor).

O importante é balancear ambos e não esquecer do tema central. O que você não pode deixar acontecer é, por exemplo, escolher um argumento sobre solidão da mulher negra e outro complementar, que explica que 52,2% de mulheres negras estão fora de uniões estáveis no Brasil (IBGE 2010), e não abordar nenhum viés além desse, ou que não aborde só mulheres. Apesar desses argumentos estarem ligados ao tema central, que é racismo no Brasil, essa prática se configura tangenciamento de tema, já que focou-se somente num grupo de pessoas e num só problema, não dando a amplitude necessária que é necessário no tema. O foco, nesse caso, foi prejudicial.

Escolher argumentos que mostrem as consequências desse problema nas mais diversas esferas da sociedade é uma excelente saída para evitar o tangenciamento do tema.

Seguindo esse passo a passo, não abraçando nem o mundo e nem somente um grão de areia, você vai conseguir visualizar melhor o caminho para desenvolver a Redação ENEM com uma argumentação concisa, formando um texto coeso e coerente.