Frase, oração e período | Quais são as diferenças?

por | fev 2, 2022

Início » Gramática » Frase, oração e período | Quais são as diferenças?

 

Entenda a diferença entre frase, oração e período e saiba por que é importante estudar esses elementos para a redação!

 

Você sabe a diferença entre frase, oração e período? Muitas vezes esses termos são confundidos ou até mesmo usados como sinônimos, porém eles possuem algumas diferenças. Entender esses conceitos gramaticais é fundamental para você que está estudando redação, pois o texto é estruturado em torno deles. 

Neste post, você irá entender o que significa frase, oração e período, como se aplicam na redação e por que é importante entender esses conceitos para escrever um bom texto. Boa leitura!

 

Qual a importância de estudar frase, oração e período para a redação?

 

Estudar frase, oração e período é importante para entender como a redação é organizada. Sempre que nos comunicamos, tanto na modalidade escrita quanto na falada, organizamos as palavras em um enunciado com início e fim bem marcado – e essa disposição é estruturada por frases, orações e períodos.

A área da gramática que estuda a composição dos elementos em um enunciado é a sintaxe, que é avaliada na competência 1 da redação do Enem e, também, em vestibulares e concursos. É a sintaxe que faz com que a redação tenha coesão e coerência, ou seja, é o que dá sentido ao texto.

Por isso, saber usar frase, oração e período na escrita é essencial para desenvolver uma redação com ideias claras, articuladas e completas. Assim, você evita perder pontos por causa de trechos truncados e enunciados incompletos.

Agora, vamos entender como esses termos se definem? Siga a leitura!

 

O que é frase?

 

A frase é um enunciado linguístico que possui um sentido completo. Ela não precisa ter um verbo, mas sempre é finalizada com uma pontuação.

É possível que a frase seja formada por apenas uma palavra (por exemplo, “Silêncio!”) ou por mais de uma palavra (por exemplo, “Que alegria!”). O importante é que a frase tenha um sentido completo e isso vai depender do contexto em que ela estiver inserida.

Na língua portuguesa existem sete principais tipos de frases que utilizamos em nosso dia a dia. Veja abaixo a sua classificação:

  • Frase nominal: não possui verbo, por exemplo: “Saúde!” e “Que calor!”.
  • Frase verbal: possui verbo, por exemplo: “A inflação aumentou muito neste ano” e “Ele estudou o dia inteiro”.
  • Frase interrogativa: expressa uma pergunta ou uma solicitação de forma direta ou indireta. Por exemplo: “Você pode me passar o seu número, por favor?” (direta) e “Gostaria que você me passasse o seu número, por favor.” (indireta).
  • Frase exclamativa: expressa uma emoção ou um estado afetivo, por isso é comum que finalize com um ponto de exclamação. Exemplo: “Que saudades de você!” e “Compre agora!”.
  • Frase imperativa: expressa uma ordem, pedido ou conselho. Nesse caso, a frase acompanha um verbo de modo imperativo. Por exemplo: “Escreva uma carta para sua mãe.” e “Não faça isso!”.
  • Frase declarativa: constata um fato e pode ser afirmativa ou negativa. Por exemplo: “Chegarei atrasada na consulta médica.”
  • Frase optativa: é usada para expressar um desejo, por exemplo: “Espero que você vá bem no Enem.” ou “Boa sorte no novo emprego!”.

 

O que é oração?

 

A oração é todo enunciado que se organiza em torno de um verbo ou locução verbal, podendo ter ou não sentido completo.

Vimos anteriormente que uma frase pode conter verbo, lembra? Quando isso acontece é porque há uma oração dentro dela. Portanto, uma frase pode ter uma ou mais orações. Por exemplo: “Silêncio, os vizinhos estão reclamando!”. Nessa frase, a oração é “os vizinhos estão reclamando”.

Além disso, uma oração possui dois elementos essenciais: o sujeito (a quem se declara algo) e o predicado (tudo aquilo que se diz do sujeito). Porém nem sempre o sujeito estará definido, veja: na oração “Caminhei muito ontem”, a desinência verbal “caminhei” indica que o sujeito é “eu”.

Em nossa língua, existem dois tipos principais de oração. Confira:

  • Orações coordenadas: são orações independentes que não possuem relação sintática e, por isso, possuem sentido completo. Exemplo: “Terminei (verbo) a prova rápido e fui passear (verbo) com alguns amigos”. Veja que essas duas orações não dependem uma da outra, pois possuem um verbo e um sentido completo.
  • Orações subordinadas: são orações que dependem uma da outra, por isso não possuem sentido sozinhas. Exemplo: “Os candidatos receberão (verbo) uma ótima nota, desde que estudem (verbo).”

 

O que é período?

 

O período é toda frase que possui uma ou mais orações. Ele sempre finaliza com uma pausa bem definida e marcada por uma pontuação – ponto final, ponto de exclamação, de interrogação ou reticências. 

Ele é classificado da seguinte maneira:

  • Período simples: é formado por apenas uma oração organizada em torno de um verbo ou uma locução verbal. Exemplo: “A aula de hoje foi muito produtiva.”
  • Período composto: é formado por mais de uma oração, ou seja, possui mais de um verbo ou locução verbal. Exemplo: “Treinei bastante a redação e, por isso, fui bem na prova!” ou “Ela entrou na sala, ligou a televisão e deitou no sofá.”

Agora que você já sabe como a frase, oração e período se definem e se diferenciam, vamos ver como podem ser usados na redação? Vamos lá!

 

Como a frase, oração e período se aplicam na redação?

 

Em um texto dissertativo-argumentativo, o período deve ser usado para estruturar e organizar as ideias do texto. Ele pode ser formado por duas ou mais orações para expressar ideias de causa/consequência, comparação, conclusão etc. Veja um exemplo retirado da Cartilha do Participante do Enem 2020:

O filme “Bastardos inglórios”, ao contextualizar cenas em meados do século XX (oração intercalada), retrata o caráter elitista das exibições de cinema, uma vez que eram feitas em espaços de socialização das classes ricas da época (oração subordinada).

No período acima, a oração que expressa a mensagem principal é “O filme ‘Bastardos inglórios’ retrata (verbo) o caráter elitista das exibições de cinema”. Note que há uma oração entre esse enunciado usada para acrescentar uma informação – é o que chamamos de oração intercalada. Para concluir a ideia, temos uma oração subordinada que depende da oração principal para fazer sentido. Logo, podemos dizer que o exemplo acima é um período composto, pois possui mais de uma oração.

Além disso, são os períodos que estruturam as ideias de um parágrafo. Observe, agora, o parágrafo completo do exemplo citado acima:

O filme “Bastardos inglórios”, ao contextualizar cenas em meados do século XX, retrata o caráter elitista das exibições de cinema, uma vez que eram feitas em espaços de socialização das classes ricas da época. Na contemporaneidade, embora seja mais amplo, ainda há entraves a serem superados quanto à democratização do acesso às salas cinematográficas (e seus conteúdos) no Brasil. Nesse sentido, os resquícios de uma herança segregacionista no que diz respeito à frequência de locais de cinema geram a dificuldade em manter esse hábito em parte da população, o que perpetua a problemática.

Esse parágrafo introdutório possui três períodos (representados por cores diferentes). Perceba que cada período expõe uma ideia completa, mas que ainda assim está relacionada aos períodos anteriores ou posteriores. Ou seja, eles “amarram” as ideias do parágrafo.

Por fim, vale lembrar que você deve evitar frases exclamativas e interrogativas na redação, visto que o uso de pontuação que expressa sentimentos ou dúvida (ponto de exclamação e interrogação) foge do gênero textual dissertativo-argumentativo cobrado no Enem, concursos e vestibulares. Nesse sentido, o uso dessas frases pode prejudicar a sua nota. Então, fuja delas!

 

E aí, você gostou desse conteúdo? Mais do que saber a diferença entre frase, oração e período, é essencial que você coloque a escrita em prática! O Redação Online pode ajudar você nessa jornada! Confira os nossos pacotes e tenha a sua redação corrigida por especialistas!

 

Marina Dias

Bacharela em Letras Língua Portuguesa e Literaturas pela UFSC, revisora de textos e redatora.

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM