logo redação online

Cronograma de estudos de agora até o Enem 2023

Cronograma de estudos para o Enem 2023

Como você está se preparando para o Enem 2023? Você tem um calendário mensal? Horário semanal? É preciso ter um cronograma para conseguir ver toda a matéria, sabia? A gente vai te ensinar a fazer isso neste artigo –  não deixe para ler depois!

Sem cronograma de estudos de agora até o Enem 2023 você corre o risco de não rever toda a matéria até o dia da prova. Você vai acabar perdendo tempo com matérias que nem caem com frequência! E é bem simples e fácil seguir um cronograma como a gente ensina. 

Como dar conta da matéria para o Enem 2023

Antes de qualquer coisa, você precisa se conscientizar de que não há 1 ano até sua prova do Enem

Quer dizer, se você está começando a estudar em janeiro, há no máximo 10 meses até lá. Se você está começando a estudar em março, são 8 meses pela frente. 

Estamos chamando sua atenção para isso, porque os alunos que prestam o Enem pela primeira vez costumam pensar em termos de “ano letivo”. Mas “ano letivo” não são 12 meses, ok? E dependendo de quando você está começando a rever a matéria para o Enem… isso vira apenas alguns meses! 

O que acontece se você ignorar essa realidade?

Já viu aqueles candidatos desesperados algumas semanas antes da prova? Pois então… você será tomado por um desespero lá por setembro, quando descobrir que não dá tempo para mais nada… 

Seus estudos para o Enem, na prática, são a revisão da matéria estudada durante seu ensino médio – é uma revisão

Claro que você pode ter deixado de aprender várias matérias no colégio – é a realidade, infelizmente -, mas o estudo para o Enem é prioritariamente tempo de revisão, tenha isso em mente.

E um último alerta: o mês de julho é mês de férias nas escolas. 

Férias nas escolas – não para quem estuda para o Enem! 

Quem vai prestar Enem pode até sair de férias em julho, mas isso é um prejuízo grande – aconselhamos seriamente você a dedicar julho ao estudo normalmente! O que vemos entre os alunos cujas redações recebemos para correção é que quem passou julho de férias (porque ninguém é de ferro) precisa fazer Enem  novamente no ano seguinte (e sem férias dessa vez). 

Você não quer passar por isso, quer?

Bem, entendidos esses detalhes que fazem toda a diferença, é hora de você se organizar com nosso cronograma. 

Como fazer um cronograma para o Enem 2023

Não sabemos quanto tempo você tem até o Enem, mas estamos criando este cronograma em abril de 2023, faltando 7 meses até a prova, então, adapte este cronograma para seu caso. 

As últimas semanas antes da prova

  1. Comece de trás para frente, calculando o tempo para a revisão da revisão (setembro e outubro). Calcule de 15 dias até 2 meses antes da prova para a revisão da revisão, dependendo do tempo que você tem até lá. 
  2. Essa revisão da revisão deve conter apenas exercícios. Nessa etapa final, evite se preocupar com matérias que você não conseguiu entender. É duro mas é a realidade: foque no que você já entendeu para garantir essas matérias. O que não deu para aprender, paciência, não é hora de deixar de lado o reforço do que você domina para tentar entender (tentar) o que não foi possível entender antes.
  3. Nessas semanas antes da prova, faça (refaça!) exercícios em forma de testes. No momento, a promessa de haver questões dissertativas no Enem ainda não tem data para ser confirmada, mas quando for confirmada, faça também exercícios dissertativos.
  4. Refaça as provas anteriores do Enem, da mais recente para a mais antiga. Nada melhor que isso, porque além de ser um exercício por si, você vai se acostumando com o formato da prova, o que elimina muito de sua ansiedade. Automaticamente, você já vai notando que certas matérias caem mais, e outras menos – isso vai orientar melhor você na hora de rever as matérias.

Agora vamos aos meses de revisão da matéria, antes da revisão final perto da prova.

Os meses de estudo para o Enem 2023

Assim que você já tiver organizado o cronograma para as últimas semanas antes da prova, é hora de organizar o tempo que você tem até lá. 

Quantos meses você tem até setembro? Esse é o tempo que você tem para repassar toda a matéria, ok? Faça seu cronograma como você tinha na escola:

Viu como é simples fazer o cronograma? E você pode até usar o aplicativo Meu planner de estudos, que é super prático e tem um visual bonito.

Como dar conta da matéria toda do Enem

O ideal mesmo é você estudar com uma apostila de cursinho, que você pode comprar em grupos de redes sociais ou em sebos (se tiver sorte, você pode receber suas apostilas por doação!).

É mais fácil simplesmente seguir as páginas dela, em vez de  fixar matérias específicas a cada dia, como você tinha na escola. Simplesmente verifique quantas páginas de exercícios você tem para fazer. Divida esse número pelos dias que tem pela frente, e aí está quantas páginas você deve estudar por dia. 

Claro que você precisa se adequar ao seu estilo e às suas dificuldades específicas: há exercícios mais fáceis e outros mais difíceis; além disso há alunos que encaram o estudo no fim de semana, e outros não. 

Nós sugerimos que você use apostilas, porque são mais compactas e só contêm as matérias que realmente caem no Enem, tudo organizadinho.

Vá direto aos exercícios (testes) em vez de estudar a teoria, e cronometre seu tempo para saber se você não vai se desesperar na hora da prova. Faça todos os exercícios – todos

Um tempo bom para resolver questões em teste fica no máximo em 3 minutos. Pouca gente lembra desse detalhe, mas o tempo derruba muita gente estudiosa na hora da prova.

Simulados para Enem igual ao dos cursinhos

Uma boa ideia é simular uma prova, como os cursinhos fazem. É só calcular quanto vale cada questão a ser feita, e depois calcular qual foi sua “nota”, como se fosse o dia da prova. 

Por exemplo, se você tem 20 questões em forma de testes para fazer, cada uma vale 0,5 pontos, e somando seus acertos, você terá uma “nota” simulada nesses testes. Isso lhe dá uma noção muito boa de como está indo e evita sustos ruins na hora H. 

O resultado é igual ao dos simulados de cursinhos!

Marque as questões que você errou, e num outro momento, verifique somente essas questões para entender onde foi o erro. Aí sim é hora de dar uma olhada na teoria se você precisar. Sem falar que, quando você corrige seu próprio erro, a chance de voltar a errar é quase zero. 

Cronograma de redação para o Enem 2023

A redação é um capítulo à parte: jamais deixe para treinar redação 1 mês antes da prova do Enem! Hoje você tem uma coleção imensa de temas para fazer sua redação  à sua disposição (estão todos aqui!). 

Assim que começar a rever a matéria para o Enem, toda semana escreva uma redação e envie para nossa equipe

Já percebeu que, apesar de tantas dicas que você vê por aí, só 0,5% dos candidatos chegam à nota 1000? Isso tem uma explicação: só candidatos que realmente treinam e têm redações corrigidas sabem como chegar lá. 

Depois de receber sua redação corrigida por nossos professores, veja cada anotação, e o que não entender, pergunte a eles – esse é o sistema garantido!

Matérias de Enem que você não aprendeu na escola

Se você tem alguns meses até a prova do Enem, sugerimos não se preocupar muito com as matérias em que você não vai bem, e se dedicar mais às que domina para se garantir com elas.

O que temos visto é que muitos alunos (muitos mesmo) estudam as matérias nesse tempo curto como se estivessem na escola: vagarosamente, atentamente. Quando finalmente entendem a matéria e passam para a próxima, descobrem que já estão em cima da hora e sobrou pouco tempo para rever o restante do conteúdo! 

Pior que muitas vezes essas matérias que o aluno não dominava muito bem nem caem com tanta frequência no Enem…

Não faça isso!

Se sobrar tempo (o que não é muito comum), ou se tiver mais de 1 ano até a prova, aí sim estude alguma matéria que você não aprendeu no ensino médio. A prioridade para quem tem alguns meses até a prova é focar no que domina mais. 

Quando dizemos que você deve focar nas matérias que você já domina, e não se prender muito a matérias que você não domina, estamos supondo que estas são poucas. Mas se você não teve um ensino médio bom, pode ser que realmente domine poucas matérias – aí a coisa é mais séria!

Então você vai precisar de algum acompanhamento de professor, ou pelo menos de colegas. Use e abuse dos grupos na internet! Tem muita gente que dedica seu tempo a dar uma ajuda a alunos dedicados, como você.

O jeito mais eficiente de estudar no dia a dia

Siga as dicas abaixo e seus estudos para o Enem serão tranquilos.

  • Durante seus meses de revisão para o Enem, procure se isolar para estudar. Não se acomode em sofá e muito menos na sua cama – isso leva você a ficar sonolento. Uma cadeira confortável e uma mesa são o ideal. 
  • Ponha uma música instrumental ou erudita (já ouviu falar do Efeito Mozart?!), ou sons de natureza para estudar. Sabemos que muitos alunos estudam com colegas ou com músicas mais barulhentas, e não aconselhamos que você faça isso. Pessoas falando ao redor sempre serão uma fonte de distração, e certas músicas também. 
  • Se sua casa é agitada demais, uma boa ideia é estudar na biblioteca da sua cidade. As bibliotecas são absolutamente silenciosas, e você pode usar livros dela, se precisar!
  • Use o ChatGPT como ensinamos para tirar todo tipo de dúvida – ele vai economizar um tempão da sua vida de vestibulando!
  • Se você prefere estudar à noite, ok, só não estude no horário que deveria estar dormindo! O horário em que você deveria estar dormindo é exatamente o momento em que seu cérebro deve processar as informações – ele não memoriza nada durante o dia. O melhor horário para dormir é entre 22h e 6h. 

Além disso, é importante que

  • Não ultrapasse 8 horas de estudo diário – é melhor ter qualidade que quantidade nessa hora de revisão para o Enem. 
  • Ah, claro! Fique longe de postagens em redes sociais e avise seus contatos de que você está estudando e só poderá atender por email ou por algum messenger. Se você é realmente viciado em redes sociais, dê seu smartphone para algum familiar e peça que ele não lhe seja devolvido enquanto você não terminar seus estudos do dia. 
  • Se você estuda já na parte da manhã, não coma muito no café da manhã, mas ingira algum tipo de gordura boa, como azeite de oliva, pasta de amendoim, óleo de coco ou nozes. A gordura boa é amiga do cérebro, e de quebra vai se transformar em energia mais lentamente, o que significa que você não vai sentir fome tão cedo.
  • Achamos que nem precisaria avisar, mas aqui vai: faça intervalos a cada 50 minutos aproximadamente, mas não fique sentado (muito menos fuçando no celular). O ideal é você sair do local de estudo e dar uma caminhada por uns 10 minutos. A caminhada ajuda a aumentar sua concentração quando você voltar. Pode comer algum lanchinho nesse intervalo também, é lógico. E nós sugerimos que esses 50 min sejam dedicados a 2 matérias, com 25 min cada!
  • Dê um intervalo de 2 horas pelo menos até cair na cama. E evite ver TV ou outro dispositivo com tela nesse tempo – eles atrapalham seu sono. 
  • Tente fazer alguma meditação ou relaxamento antes de dormir: basta sentar-se na cama, fechar os olhos e ficar em silêncio, só prestando atenção a sua respiração. 

Conclusão sobre criar o cronograma para o Enem 2023

Pode parecer pouco tempo, mas se você estiver 100% focado nas matérias que vão cair no Enem 2023, e distante de distrações, não há motivo para não ter bom resultado. 

Aliás, seguindo nossas orientações todas, você estará seguindo o mesmo padrão de estudos de quem faz cursinho!

Sem falar que, estudando por conta própria, você estará mais descansado que quem precisa sair de casa para estudar, ou está rodeado de ruídos. 

Já dizia o próprio Mozart, 

“É um erro achar que a prática da minha habilidade artística ficou fácil para mim. Posso assegurar, caro amigo, que ninguém ligou muito para o estudo da composição como eu. Não tem praticamente ninguém na música cujas obras eu não tenha estudado com frequência e total atenção.”

POSTS RELACIONADOS

Tudo sobre o fies 2024

A Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, estabeleceu o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) com o propósito de oferecer financiamento a estudantes