Se você está se preparando para entrar em uma boa universidade, você não pode deixar a redação de lado, pois ela conta pontos valiosos na sua prova. A redação do Enem é uma das partes mais importantes do exame. É a única prova na qual você pode atingir os 1000 pontos e que, quando bem feita, pode aumentar a média final da prova. E a redação do seu vestibular não fica de fora dessa.

Mas, dependendo da prova que você vai fazer, alguns aspectos podem ser pedidos na sua redação e outros não, então vale a pena conhecer a banca e o tipo de prova para o qual você está se preparando. A redação do ENEM, por exemplo, possui algumas diferenças quando comparada com as redações dos vestibulares, então listaremos, aqui, diferenças e semelhanças entre os dois tipos de redação.

Quando falamos das diferenças:

1 – O ENEM não obriga o candidato a dar um título para a redação (apesar de ser recomendável que ele o faça). Já os vestibulares, em geral, pedem que você intitule o seu texto e, caso você não faça isso, pode perder muitos pontos;

2 – A redação do ENEM é uma dissertação argumentativa; já nos vestibulares, você pode ter a opção de escrever uma dissertação, narração, carta ou até mesmo um texto de estilo jornalístico! São muitas opções, então procure estar preparado para escrever textos sobre os diferentes estilos;

3 – A redação do ENEM é exigente quanto ao posicionamento do aluno, ou seja, o aluno deve desenvolver uma tese e mostrar o seu posicionamento desde o início do texto; nos vestibulares há essa exigência também, porém, nem sempre você terá seus pontos descontados por não deixar claro, desde o princípio, o que está defendendo (mas é extremamente recomendável que você faça isso, pois isso fortalecerá a sua redação como um todo);

4 – O ENEM pede que o aluno desenvolva uma proposta de intervenção, apresentando soluções viáveis, detalhadas e inovadoras para o problema, respeitando os direitos humanos; nos vestibulares em geral, a proposta de intervenção não é pedida e, diferente do ENEM, você pode desenvolver uma conclusão mais simples (mas, para ter certeza disso, leia com atenção o que diz o edital da sua prova).

Agora deixaremos de lado as diferenças e falaremos das SEMELHANÇAS:

1 – A linguagem empregada é a mesma em ambos os tipos de prova: você pode adequar a sua linguagem de acordo com o tipo de texto que é pedido, mas não se esqueça de sempre empregar a linguagem escrita formal. Nada de gírias, nada de expressões usadas na fala, nada de palavras abreviadas; esqueça os coloquialismos e tenha cuidado com os pronomes que possam remeter a diálogos, como: você, sua, seu (especialmente no texto dissertativo-argumentativo);

2 – Não tangencie o tema: tangenciar o tema é fazer uma abordagem parcial (ou marginal) de tal tema dentro do assunto; é quando você escreve de forma superficial, sem aprofundar os argumentos ou trazendo outros argumentos que não estão totalmente relacionados ao seu tema. Tanto no ENEM quanto no vestibular, espera-se que você produza um texto aprofundado;

3 – Evite fugir do tema: tangenciar o tema pode não ser tão ruim, se comparado com este ponto aqui: a fuga total ao tema proposto. É quando você fala sobre algo COMPLETAMENTE diferente do que foi pedido no enunciado da sua redação. Em ambos os tipos de prova será atribuída nota zero neste caso, então TOME BASTANTE CUIDADO!

4 – Tenha uma boa argumentação; ordene bem suas ideias e, ao argumentar (em textos que pedem isso), procure sempre trazer dados estatísticos e citar fontes científicas que legitimem o seu posicionamento. Assim seu texto ficará com uma argumentação aprofundada e você vai fugir da superficialidade. IMPORTANTE: não cite, no seu texto, nenhuma informação trazida pelos textos motivadores (isso faz parecer que você não sabe muito sobre o tema proposto).

Agora, sabendo das semelhanças e diferenças entre redações de ENEM e vestibulares, que tal começar a se preparar para a prova que você escolheu? Leia o edital com atenção, veja o que foi pedido nas provas anteriores e COMECE A ESCREVER A SUA REDAÇÃO AGORA MESMO! A melhor forma de se preparar é praticando!

Dica da Mys 😉

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Comentários do Facebook