Olá, pessoal!

Já estamos em 2019, e vocês sabem o que isso significa? Ano novo, vida nova, mais uma chance pra se sair bem nos estudos. E que tal, então, começar a estudar desde já?

Nosso post de hoje é pra ajudar vocês neste início, pois falaremos sobre como organizar as ideias antes de começar a redação.

E daí você me pergunta: “tá, mas e se eu não tiver nenhuma ideia?”. Vai ter que tirar ela de algum lugar, querido, porque o vestibular vai sempre querer testar as suas limitações, então você vai ter que se virar, mesmo quando não souber nada sobre o assunto cobrado (o que é difícil, né?).

É importante, como primeiro passo, que você pesquise bastante sobre o assunto (aqui estamos falando sobre a sua preparação para a prova). Como você vai estudar em casa ou em qualquer lugar que tenha acesso à internet, vai ficar fácil pesquisar sobre o tema escolhido por você. Veja o que dizem os dois lados sobre o assunto, pesquise conceitos, pesquise notícias atuais sobre aquilo, enfim, aprofunde seus conhecimentos sobre o tema.

Depois disso, chegou a hora de colocar a mão na massa de fato!

Neste ponto, então, você vai construir o esqueleto do seu texto. Ah, não sabia que texto tem esqueleto? Pois tem sim senhor; imagine que o texto é um serzinho vivo, que precisa de amor, atenção, que tem uma estrutura, um esqueleto, e nele em vez de correr sangue, corre o seu suor e suas lágrimas, derramadas na hora da escrita (ok, talvez tenhamos exagerado aqui). Mas viu como ele é especial?

O esqueleto nada mais é do que um pequeno esqueminha, que você vai criar antes de escrever o seu rascunho. Basicamente, nele você vai organizar os parágrafos, e isso pode ser feito da seguinte maneira:

  • Coloque, no esqueleto, como será a introdução; Você pode fazer isso simplesmente escrevendo como você vai iniciar a abordagem do tema e qual será a tese. Por exemplo, se o tema falar sobre porte de armas no Brasil, a introdução poderia conter: abordagem histórica + posicionamento contrário à revogação do estatuto do desarmamento;
  • Aqui você vai inserir o seu argumento 1, aquele que virá logo após o parágrafo introdutório. Lembrando que o argumento deve seguir a sua tese, deve ser utilizado de forma produtiva. Seguindo nosso exemplo anterior, aqui poderia conter: estatísticas sobre mortes ocasionadas por uso de armas no Brasil;
  • Aqui você vai selecionar qual será o seu argumento 2; novamente, deve ser um argumento que corrobore o seu ponto de vista; exemplo: testemunhos de valor de autores renomados que falam contra o porte de armas no Brasil;
  • Aqui você pode selecionar um terceiro argumento ou ir direto para a conclusão; neste último caso, é importante que você já faça um esqueminha com, pelo menos, qual será o agente da proposta de intervenção, a ação, meios e resultados esperados. Aí, na hora de escrever, não esquecerá de colocar estes elementos e nem de detalhar um deles, como o Enem espera que você faça. Caso a redação não seja modelo Enem, pode pular esta parte, mas sempre lembrando de retomar a tese aqui.

Ficou SUPER EMPOLGADO com as dicas e já quer escolher um tema e escrever o seu texto? Entre em nossa plataforma e comece a escrever agora =)

QUERO APRENDER REDAÇÃO!


Leia também:

Análise do Tema da Redação do Enem 2018

Receita infalível pra se dar bem na redação do ENEM nesse ano

11 alusões históricas para usar em suas redações

10 alusões literárias para você usar nas suas redações

Comentários do Facebook