Saiba (de vez) a diferença entre artigo de opinião e dissertação

por | abr 29, 2022

Se você ainda não sabe a diferença entre artigo de opinião e dissertação, esse é lugar certo para aprender! Iremos falar sobre cada estrutura e quais são as principais diferenças entre esses dois gêneros do tipo argumentativo. Para isso, é muito importante se lembrar de que cada um deles tem características, objetivos, suporte, público-alvo e finalidades distintas, o que ajuda muito na hora de estudar.

Nós sabemos que conhecer bem os gêneros textuais e como fazê-los da maneira certa é fundamental para quem quer se dar bem em qualquer processo seletivo. E por conta disso, trouxemos as informações mais relevantes sobre o assunto com tudo que você precisa saber para arrasar na sua escrita.

Acompanhe o nosso conteúdo e aprenda de uma vez por todas a identificar e escrever muito bem esses dois textos tão presentes em vestibulares, ENEM e provas de concursos. Vem com a gente e tire suas dúvidas!

Diferença entre artigo de opinião e dissertação: por onde começar?

A primeira coisa que deve ser destacada sobre esse tópico é o que cada uma dessas propostas de redação realmente é. No caso do artigo de opinião, estamos falando de um gênero muito comum e que circula muito em revistas, jornais e outros suportes que tratem sobre assuntos em que o posicionamento de quem escreve é necessário, além de levar em conta um interlocutor específico.

Já a dissertação, que também é produto do mesmo tipo textual, o argumentativo, possui um foco principal em apresentar conhecimentos sobre determinado assunto, levantando hipóteses sem buscar a persuasão do seu interlocutor. Sua principal função é disseminar informação com fontes confiáveis.

Bem, agora que você já sabe um pouco mais sobre essas duas possibilidades de escrita, vamos nos aprofundar um pouco mais sobre cada uma delas.

O que é uma dissertação e quais as suas características

Esse gênero de texto é uma forma de falar sobre um determinado assunto, informar o leitor, levantar pontos positivos e negativos, e ainda fazer um apanhado das opiniões dos principais especialistas no tema. O objetivo final da dissertação é que o leitor, após a leitura, consiga realizar uma reflexão a respeito da temática.

Numa dissertação, o autor apenas organiza e discute os elementos essenciais sobre o tema em questão, sem incluir na redação seu ponto de vista, poisnão há qualquer intenção de direcionar o pensamento do leitor. O objetivo central da dissertação é fornecer informações, por isso, é um texto que frequentemente aparece em sites ou revistas especializados e em releases de novos produtos.

Já a famosa dissertação argumentativa, algumas coisas mudam, pois o foco aqui, é outro. Além de informar sobre tópicos diversos, ainda promove uma discussão sobre ele com base em argumentos bem fundamentados, o que significa dizer que o autor também precisará da contribuição de profissionais renomados no assunto ou de fatos que sustentem sua posição sobre a abordagem. Ah! E esse é um formato amplamente cobrado pelo ENEM.

Sobre a estrutura das dissertações

Quando estamos falando de estrutura, tanto da dissertação quanto da dissertação argumentativa, as regras são muito parecidas, como o caso da organização em parágrafos que deve conter, obrigatoriamente, três elementos: introdução, desenvolvimento e conclusão. O tamanho clássico desse texto é cerca de 30 linhas ou uma página, podendo se estender a uma página e meia.

O que irá diferenciar uma da outra, além da linguagem, é como deve ser escrita a sua conclusão. Enquanto na dissertação é necessário fazer apenas um fechamento do assunto, sem maiores detalhes, na dissertação argumentativa é preciso incluir algum tipo de intervenção/solução para o que foi problematizado ao longo do texto.

Veja um bom exemplo dessa prática logo abaixo em que a candidata Natália Silva, no ENEM , utilizou muito bem as diretrizes da estrutura do gênero, cujo tema era “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. No seu parágrafo final, finalizou o assunto nas primeiras linhas e ainda propôs várias medidas para solucionar o problema proposto.

“Evidencia-se, portanto, que a manipulação advinda do controle de dados na internet é um obstáculo para a consolidação de uma educação libertadora. Por conseguinte, cabe ao Ministério da Educação investir em educação digital nas escolas, por meio da inclusão de disciplinas facultativas, as quais orientarão os alunos sobre as informações pessoais publicadas na internet, a fim de mitigar a influência exercida pelos algoritmos e, consequentemente, fomentar o uso mais consciente das plataformas digitais. Além disso, é necessário que o Ministério da Justiça, em parceria com empresas de tecnologia, crie canais de denúncia de “fake news”, mediante a implementação de indicadores de confiabilidade nas notícias veiculadas – como o projeto “The Trust Project” nos Estados Unidos – com o intuito de minimizar o compartilhamento de informações falsas e o impacto desses na sociedade. Feito isso, a sociedade brasileira poderá se proteger contra a manipulação e a desinformação.”

(Fonte: Brasil Escola. Acesso em novembro de 2019)

É importante ressaltar que, a dissertação é neutra, impessoal e dá espaço para somente o leitor formular as suas próprias opiniões sobre o que foi abordado.

Enquanto a dissertação argumentativa, mesmo que não contenha elementos que marcam individualidade (eu penso, considero etc.), precisa, obrigatoriamente, trazer um posicionamento claro e objetivo, deixando evidente qual é o ponto de vista do autor do texto, quais são os motivos que o fazem pensar assim e quais soluções seriam possíveis.

O artigo de opinião e suas especificidades

Esse gênero tão comum e presente nos comandos de redação circula em jornais, sites e revistas e tem um objetivo bastante definido: expor uma opinião sobre um determinado assunto (de relevância social) trazendo as impressões e opiniões do autor acerca do que está sendo abordado.

Ao contrário das dissertações, que discutem e elaboram a defesa de ideias, há sim uma intenção de convencer o leitor sobre o posicionamento adotado na redação. Pois, esse leitor é definido e específico já que o artigo de opinião é feito para que a sua circulação ocorra em contextos mais fechados.

Conheça a estrutura de um artigo de opinião

Esse tipo de artigo pode variar de tamanho, podendo ser escrito em 30 linhas ou até mesmo em várias páginas. O que irá determinar a sua extensão é a complexidade do assunto a ser tratado. Portanto, quanto maior a complexidade, maior será a sua extensão.

Outro elemento que pode aparecer nesse caso são as referências pessoais, além de verbos e pronomes em primeira pessoa do singular (eu). Algo que definitivamente não acontece na dissertação, sendo até mesmo considerado como erro. Aliás, quanto mais alto for seu nível de especialização no tema abordado, mais referências pessoais podem ser incluídas na sua redação.

É muito frequente que, em testes de grande alcance, como ENEM e vestibulares, os comandos de redação apareçam no início, delimitando o que você pode escolher na hora de redigir a proposta. É muito importante que você saiba diferenciar os vários gêneros de texto e consiga expressar suas ideias de acordo com o modelo exigido.

E para facilitar ainda mais a sua jornada de estudos, elaboramos uma tabela contendo todas as informações acima de forma resumida e fácil de anotar.

Textos argumentativosTipo de leitorLinguagem utilizadaEstrutura
DissertaçãoUniversal, sem público definidoEscrita impessoal; sujeito indefinido; padrão normal culta da línguaDeve conter: introdução, desenvolvimento e conclusão de, em média, 30 linhas
Artigo de opiniãoEspecífico, foco em nichos de interesseSubjetivo; narrador em 1ª pessoa; linguagem que se adapta ao públicoTexto fluido que pode ser curto ou de várias páginas

Agora que você já domina o assunto, que tal praticar um pouco com as nossos temas de redação? Aqui você irá encontrar diversos comandos prontos para praticar qualquer tipo de redação e se preparar para qualquer prova. Acompanhe o nosso blog e conte com conteúdos de alta qualidade para te ajudar na sua jornada de estudos.

Precisa de ajuda com ambas escritas? O Redação Online pode te ajudar! Aqui, corrigimos ambos os formatos e te ajudamos a otimizar sua escrita.

Não perca tempo e continue lendo para aprimorar ainda mais a sua escrita e conseguir aquela sonhada vaga. E até a próxima!

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM