Querido leitor e leitora, o título do nosso artigo de hoje te causou algum estranhamento? Se sim, não se preocupe, pois muitas pessoas acham que interpretar e compreender um texto são exatamente a mesma tarefa, mas hoje veremos que não, essas habilidades não são irmãs gêmeas.

Interpretar e compreender os textos motivadores são dois passos fundamentais para que você possa redigir sua redação com excelência, percorrendo um caminho que está, de fato, alinhado ao tema proposto.

Primeiramente, vamos diferenciar as habilidades de interpretar e compreender.

Come Here Lets Go GIF by The Late Late Show with James Corden

Quando lemos um texto, nossa primeira tarefa é a de compreender. Na fase da compreensão, compreendemos as informações que estão no texto, sem nenhum juízo ou interpretação sobre a situação. É um reconhecimento da informação.

Analise a seguinte frase: A garota olhava o céu. Ao compreendermos a oração, entendemos que há uma pessoa do sexo feminino que estava olhando o céu por um determinado período.

Isso é o que a frase nos diz, não estamos tentando descobrir quem é a garota, por que ela estava olhando para o céu e por quanto tempo a ação ocorreu.

Já a habilidade de interpretar envolve olhar além do texto ou da frase, atribuindo a ele ou ela um contexto que nos permite deduzir, subtender ou concluir algo, porém, essas informações não estão no texto, mas são fruto do entendimento do leitor.

Vamos voltar à mesma frase (A garota olhava o céu), mas agora iremos interpretá-la. Podemos deduzir que a menina que é sujeito da oração é jovem ou que o autor da frase é carioca (no Rio de Janeiro, é muito mais comum utilizar o termo “garota”), pois ela foi chamada de “garota”.

Também, com base em outras pistas textuais, podemos imaginar que ela olhava o céu porque estava pensativa ou porque queria averiguar se iria ou não chover.

Veja que as possibilidades de interpretação são várias e todas têm base no texto. O que confirmará ou não a validade de nossa forma de interpretar são as outras informações que o texto traz.

Mesmo sabendo que a interpretação é feita pelo leitor, com base em seu conhecimento de mundo e repertório (além do suporte textual, claro), existem limites para a interpretação. Ela nunca pode ir contra algo que o texto diz explicitamente. Toda interpretação precisa ser coerente com o texto.

  • Níveis de leitura

Para que você consiga fazer uma compreensão e uma interpretação adequadas, é muito importante ler os textos motivadores em mais de um nível, já que a cada leitura novas informações são assimiladas.

Ao término da primeira leitura (primeiro nível), você precisa ser capaz de responder às seguintes perguntas:

– O tema do texto é? (lembrando que tema e título são coisas diferentes, hein…);

– A ideia central do texto é?

–  As palavras-chave do texto são?

Como você pode perceber, o primeiro nível da leitura está relacionado à compreensão do tema central.

Já ao fim da segunda leitura, é necessário reconhecer alguns marcadores textuais, que podem, inclusive, serem sublinhados. Os principais marcadores textuais são:

– Modos verbais: O texto usa o indicativo- para atribuir firmeza às ideias/ subjuntivo- para criar hipóteses e possibilidades/ imperativo- para enfatizar ordens ou sugestões que não podem ser desprezadas?

– Adjetivos: As orações são marcadas por muitos adjetivos ou não? Há frases com mais adjetivos do que outras? Qual seria a razão disso? O autor do texto faz questão de detalhar características? Com que finalidade?

– Advérbios de negação ou afirmação: Em que momento eles aparecem? Por que a necessidade de negar ou afirmar com tanta ênfase determinada ideia? Há gradação nos advérbios (por exemplo: não, de jeito nenhum, jamais)?

– Conjunções adversativas: Quando há conjunções adversativas numa oração, precisamos prestar bastante atenção, pois a informação que vem após o “mas, porém, todavia, entretanto” é mais relevante do que o que veio anteriormente. É só observar a frase: “Eu gosto de você, mas só como amigo.”

– Sinais de pontuação: O autor usa muitas vírgulas? Por que há essa necessidade de separar tanto as ideias? Usa pontos de exclamação? Qual efeito a escolha dá ao período?

Apenas com o levantamento desses pontos (que estão todos dados no texto, é só você observá-los), você já terá uma boa gama de informações para entender melhor o que o texto diz.

  cat book reading read GIF

  • Tipos de texto

Os textos motivadores do ENEM ou de um vestibular podem ser de vários tipos, mas há aqueles mais comuns e são sobre esses que vamos dar dicas de interpretação e compreensão.

– Matérias jornalísticas/ Reportagens

Um dos tipos mais comuns de textos motivadores são as matérias jornalísticas. Para que haja maior entendimento sobre elas, analise:

– O que acontece?

– Com quem acontece?

– Onde acontece?

– Como a situação acontece?

– Como a situação acaba?

Note que todas as questões acima estão na esfera da compreensão, pois as respostas estarão explicitamente no texto.

Em caso de matérias jornalísticas, você precisa tomar um cuidado especial com duas perguntas:

– Por que acontece a situação (motivo)?

– Para que acontece a situação (finalidade)?

Podemos encontrar essas respostas tanto dentro do texto, sendo assim do âmbito da compreensão, como também podemos interpretar outras informações a fim de chegarmos à resposta, usando assim a esfera da interpretação.

– Gráficos

Os gráficos também são muito usados como textos motivadores, uma vez que eles possibilitam uma leitura mais ágil das informações.

Viu um gráfico como texto motivador de sua redação? Então é hora de observar:

– O título;

– As informações na horizontal;

– As informações na vertical;

– A forma como os índices foram representados (colunas, fatias etc.);

– O uso de cores diferentes (caso haja);

– A fonte da qual as informações foram coletadas.

Após compreender os dados iniciais, reflita em mais duas questões:

– Por que usar um gráfico para falar sobre esse assunto?

– Por que essa fonte foi a escolhida?

 fail book finger reading lick GIF

– Charges/Tirinhas

De forma curta e muitas vezes divertidas, as charges ou as tirinhas aparecem frequentemente para fechar a coleção de textos motivadores e são igualmente relevantes a um texto escrito. Note nelas:

– Os personagens;

– O ambiente;

– O assunto principal;

– A ligação entre os quadros;

– A linguagem utilizada (formal, informal, com figuras de linguagem ou não, com marcas de regionalismo ou não etc.);

– O uso das cores.

Após esse primeiro momento, torne a pensar: por que essa tirinha ou charge foi escolhida como texto motivador desse tema?

– Imagens

As imagens podem ser quadros, fotos, capas de livros, CD ou DVD, entre outras opções.

Não se esqueça de que um texto imagético é aquele construído apenas com imagens, sem nenhuma palavra. Se esse for o caso, note:

– O que é a imagem (foto, quadro etc.)?

– Quem é o autor dela?

– Qual é a temática principal?

– O que está sendo retratado?

– Há marcas temporais ou regionais na imagem? Se sim, quais?

Agora é o momento de interpretar. Além de entender por qual razão aquela imagem foi escolhida, precisamos pensar mais aprofundadamente:

– Nas cores escolhidas (há um significado? Que efeito causam?);

– Na posição dos componentes da imagem (há intenção ou efeito?);

– Na forma como o assunto foi representado na imagem (por que essa forma?).

Viu só como os textos motivadores podem nos dar muitas dicas sobre o assunto e até sugestões sobre como construirmos nossa própria redação? Então já sabe, da próxima vez, nada de lê-los cheio (a) de pressa. Eles estão ali simplesmente para te ajudar a arrasar na produção.

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Leia também:

10 erros que você NÃO DEVE cometer na redação do ENEM

Como fazer uma boa proposta de intervenção na redação do ENEM?

Como se dar bem em todas as competências do ENEM

Como estudar redação para concursos?

Redação ENEM: Análise dos 11 últimos temas cobrados na prova

 

 

 

Comentários do Facebook