logo redação online

TEMA DE REDAÇÃO – O problema do alcoolismo na sociedade brasileira

Tema - O problema do alcoolismo

Texto 2

O consumo de álcool per capita no Brasil chegou a 8,9 litros em 2016 e superou a média internacional, de 6,4 litros por pessoa. Com isso, o País figura na 49.ª posição do ranking entre os 193 avaliados. Os dados foram divulgados ontem pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo a pesquisa, o país com o maior índice per capita de consumo de álcool é a Lituânia, onde os habitantes bebem o equivalente a 18,2 litros de álcool puro (medida que leva em conta o porcentual de álcool na bebida) por ano. A Bielorrússia aparece na sequência, com 16,4 litros por ano, seguida pela Moldávia (15,9) e Rússia (13,9). Dos dez países que ocupam as primeiras colocações, nove estão no Leste Europeu. Na África, o consumo é, em média, de 6 litros por ano. Nas Américas, a taxa é de 8,2 e na Europa, de 10,3, puxada pelos países do leste.

Fonte: https://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,consumo-de-alcool-aumenta-43-5-no-brasilem-dez-anos-afirma-oms,70001797913

Exemplo Tema – O problema do alcoolismo

O filme, “À procura de Mr. Goodbar”, a personagem principal, Theresa, uma professora de crianças surdas, após um caso de amor mal sucedido, ela começa a passar noites em bares da cidade. Inicialmente ela procura por sexo, mas acaba se envolvendo com drogas passando por situações perigosas e degradantes. Tal obra fictícia, mostra-se próxima da realidade contemporânea no tocante ao alcoolismo na sociedade brasileira problema ainda a ser combatido. Esse panorama lamentável ocorre não só em razão da dependência alcoólica, mas também da cultura brasileira em impor que para se divertir tem que consumir altos níveis de bebidas alcoólicas. Desse modo, torna-se fundamental a análise dessa conjuntura para reverter esse quadro.

Nessa linha de raciocínio, é primordial destacar a carência de informações para a população sobre os malefícios do alcoolismo que deriva da ineficácia do Poder Público, no que concerne à criação de mecanismos, os quais coíbam tais recorrências. Sob a perspectiva do ator Mel Gibson, “tenho lutado contra o alcoolismo por toda idade adulta e lamento profundamente este deslize”. Portanto, é notório a afirmação dessa escrita no cenário hodierno brasileiro, visto que devido à falta de informações sobre os malefícios da dependência alcoólica, como consequência, a gastrite, hepatite alcoólica, pancreatite, entre outros. Destarte, fica evidente a ineficácia da máquina administrativa na resolução dessa situação caótica. Além disso, a cultura brasileira apresenta-se como outro desafio dessa problemática. De acordo com o filósofo, Friedrich Nietzsche, “quando você olha muito tempo para o abismo, o abismo olha para você”. Tal conceito abordado é materializado no Brasil, haja vista que o consumo de bebida alcoólica influenciado pela sociedade, o que, consequentemente, ocorre a dependência do álcool no organismo. Logo tudo isso retarda o combate ao alcoolismo, já que o Brasil é um dos países mais consumidores desse tipo de bebida contribui para a perpetuação desse quadro deletério.

Infere-se, portanto, a necessidade de mitigação dos entraves em prol da diminuição do consumo de bebidas alcoólicas no Brasil. Assim, cabe ao Congresso Nacional, mediante o aumento percentual de investimento, o qual será proporcionado por um acréscimo de uma norma de Lei de Diretrizes Orçamentárias, ampliar a conscientização da população, por meio de palestras ministradas por psicólogos e pessoas que conseguiram se libertar desse vício, com o objetivo de melhorar o potencial da sociedade de discernir o consumo de álcool em suas vidas. Dessa forma, poder-se-á libertar a federação de problemas relacionados ao etilismo, como na citação inicial.