logo redação online

TEMA DE REDAÇÃO – Medidas para superar o analfabetismo no Brasil

Tema - Medidas para superar o analfabetismo

Crie um texto dissertativo-argumentativo sobre Tema – Medidas para superar o analfabetismo no Brasil.

Texto 1

O Brasil ainda tem cerca de 11,8 milhões de analfabetos, o que corresponde a 7,2% da população de 15 anos ou mais. Os dados, divulgados nesta quintafeira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e se referem ao ano de 2016.[…] – Há uma questão estrutural do analfabetismo. Ele está muito mais presente entre a população idosa. O que vemos é algo histórico, mais concentrado em uma população mais velha. Vamos diminuir o analfabetismo è medida que essa população mais velha for morrendo, porque atualmente há mais crianças na escola. Basta olhar os percentuais por faixa etária para comparar isso – avalia a pesquisadora do IBGE, Marina Aguas. Os dados mostram que, se entre a população de 15 anos ou mais a taxa de analfabetismo é de 7,2%, na faixa etária de 60 anos ou mais esse índice é quase três vezes maior e alcança 20,4%. Há diferenças também entre as regiões do país. O Nordeste é a área com maior taxa de analfabetismo de todo Brasil: 14,8%. O menor índice é registrado na região Sul, que apresenta percentual de analfabetismo de 3,6%. Somente as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste conseguiram alcançar a meta intermediária fixada pelo PNE.Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/brasil-ainda-tem-118-milhoes-deanalfabetos-segundo-ibge-22211755

Exemplo

A “Agenda 2030”, feita pela ONU, tem como um dos objetivos promover a educação igualitária e eficiente para todos os cidadãos. Contudo, a persistência do analfabetismo no Brasil vai de encontro à meta proposta, tornando necessário promover medidas para superar esse cenário no país. Em primeira análise, é necessário criar e ampliar projetos para garantir a integração dos cidadãos no meio educacional. Segundo a ONU, apesar do elevado Índice de Desenvolvimento Humano do país, 0,7, o Brasil apresenta um Índice de Gini de 0,53, evidenciando a disparidade socioeconômica existente. Dessa forma, fica perceptível que essa desigualdade estrutural prejudica a entrada e a permanência dos indivíduos mais pobres nas escolas por obstáculos, como a necessidade de trabalhar ou a falta de recursos para frequentar as instituições, o que aumenta a taxa de brasileiros analfabetos. Logo, medidas de assistência para essas parcelas populacionais são urgentes para mitigar essa disparidade social. Em segunda análise, uma educação voltada para a alfabetização de idosos é outra medida necessária para mitigar o analfabetismo. De acordo com o site “O globo “ , mais de 20% dos indivíduos analfabetos são idosos devido às políticas públicas ineficazes do passado. A partir disso, é notória a importância de criar projetos que visem o ensino da população mais velha, diminuindo as taxas de analfabetismo, além de integrá-las eficientemente na sociedade brasileira. O Ministério da Educação deve, portanto, fomentar e desenvolver medidas que diminuam o número de brasileiros analfabetos. Isso pode ser feito por meio das Secretarias de Educação, com a destinação de verbas para esses órgãos, para a construção de escolas para a alfabetização de idosos que utilizem recursos midiáticos, como vídeos e músicas, para a facilitar o aprendizado desse grupo. Ademais, cabe ao Estado ampliar os programas de assistência social, como o Bolsa Família, a fim de garantir uma maior participação da população nas escolas. Com isso, espera-se que um dos objetivos da Agenda 2030 possa ser cumprido no Brasil.