logo redação online

TEMA DE REDAÇÃO – Desafios éticos e morais da Inteligência Artificial

Texto 1

A ética provoca debates acirrados na sociedade desde os tempos do filósofo Aristóteles. Como ela é definida a partir da moral humana, algo que, por sua vez, sofre influência de questões sociais e culturais, chegar a um consenso global sobre determinados temas é um desafio e tanto. Com o avanço tecnológico, o debate sobre a ética ganha nova proporção e envolve mais participantes, que enxergam riscos que vão desde a banalização de abusos de privacidade até o agravamento do preconceito e da discriminação contra determinados grupos da população. Muitos desses riscos estão atrelados à inteligência artificial (IA), uma vez que a tecnologia avança de forma rápida e descentralizada, sem parâmetros claros, e desenvolvida por humanos com os mais variados vieses e preconceitos. Instituições de ensino e pesquisa já se movimentam para propor um direcionamento ético para o avanço tecnológico. Entre elas está a Universidade de Stanford, referência mundial em inovação e tecnologia, que lançou um centro de pesquisa interdisciplinar com a meta de reunir formuladores de políticas públicas, pesquisadores e estudantes responsáveis pela elaboração das tecnologias do futuro. Vários governos e até mesmo empresas também já revelaram preocupação a respeito de questões éticas, emitindo sugestões de conduta para as iniciativas em IA.

Fonte: https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/cadernos/empresas_e_negocios/2019/09/702830-fique-atento-a-etica-ao-usar-a-inteligencia-artificial.html

Exemplo

A série britânica “Black Mirror” estreada na televisão em 2011, retrata os avanços da inteligência artificial (IA) em uma perspectiva futurista e sombria. Contudo, é necessário enfatizar que alguns dos episódios expostos já se tornaram capazes de ultrapassar a ficção, tendo como exemplo o desenvolvimento de robôs similares a humanos no Japão e abelhas robóticas nos EUA. Tais adventos vem colocando em discussão em diversas nações os limites a serem tomados e a ética a ser definida referente a IA.
Em primeiro lugar é necessário esclarecer, que somente nas últimas décadas, a humanidade foi capaz de desenvolver toda tecnologia e informação em milênios de sua existência. Devido a isso, muitos se preocupam com a rapidez dos seus avanços e temem o surgimento de malefícios junto a eles. A exemplo, o sistema  de segurança pública chinesa, que por espalhar câmeras por todo seu território, consegue vigiar a população e encontrar e conter criminosos devido um algorítimo robótico. Embora consiga garantir a segurança publica, muitos sentem que sua liberdade foi retirada, devido a extrema vigia estatal.
Alem disso, segundo a ética a nicomaco de Aristóteles, a formação ética se da a partir da moderação entre dois  extremos dos vícios, ou seja, alcançar o a ética no meio ao avanço da inteligencia artificial, é sobre tudo, encontrar o equilíbrio e formação do bem estar entre a população e tecnologia.
Dessa maneira, é necessário que centros de pesquisas abram espaço para a população opinar frente a esses avanços e expressarem o que sentem diante de tantas mudanças. É importante que seja definido limites, que haja padrões de ações voltadas unicamente e exclusivamente a humanos, que não os coloque em risco e que seja definido que inteligencia artificial não é autônoma, depende de uma inteligencia biológica para sua existência.