logo redação online

TEMA DE REDAÇÃO – Desafios da alfabetização tecnológica para os idosos

Leia os textos abaixo e escreva um texto dissertativo-argumentativo sobre Tema – Desafios da alfabetização tecnológica para os idosos.

Texto 1

Conversar com os amigos em um grupo do Whatsapp, fazer uma chamada de vídeo com aquele parente que mora longe e pagar contas pelo aplicativo do banco no celular: se você acha que tudo isso é coisa de gente jovem, está na hora de rever os seus conceitos. De acordo com Maisa Kairalla, médica geriatra e presidente da SBGG-SP (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia do Estado de São Paulo), a inclusão digital na terceira idade, mais que necessária, é positiva para a saúde da população com mais de 60 anos. — O acesso aos dispositivos digitais estimula o cérebro e, nesse sentido, os ganhos cognitivos são vários. Há pesquisas que mostram benefícios para aspectos como memória e até depressão, que nós observamos muito no consultório. Na internet, o idoso interage e socializa mais. Isso faz bem para o comportamento dele, já que ele fica mais ativo e se integra à realidade de hoje, em que boa parte da rotina envolve tecnologia. No Brasil, cada vez aumenta o número de pessoas acima de 50 anos envolvidas com as novas tecnologias. Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2016, 14,9% da população idosa brasileira utiliza a internet — dez anos atrás, os usuários eram apenas 7,3%. O número de idosos dessa faixa etária que utiliza o celular também aumentou bastante: pulou de 16,8% em 2005 para 55,6% nos dias de hoje. Camilla Vilela, gerontóloga da Cora Residencial Senior — instituição de longa permanência para idosos da capital paulista —, concorda que os dispositivos trouxeram autonomia para os idosos que, muitas vezes, não gostam de ter que pedir ajuda para realizar tarefas do dia a dia. Os benefícios, segundo a profissional, se estendem para as capacidades motoras e visuais de quem tem mais de 60 anos. — Só o fato de aprender algo novo, independentemente de ser no computador ou celular, já é um estímulo cognitivo para eles. Fora isso, a interação com os dispositivos tecnológicos acaba trabalhando estimulação motora, percepção visual, memória, atenção e processamento de informações.

Fonte: https://noticias.r7.com/saude/vovos-online-contato-com-a-tecnologia-na-terceira-idade-estimula-ocerebro-e-combate-a-depressao-17062017

Exemplo Tema – Desafios da alfabetização tecnológica para os idosos

A Geração Alfa, definida sociologicamente como o grupo de crianças nascidas a partir de 2010, é constituída de pessoas com um grande potencial de resolver problemas e a primeira 100% digital. Em contrapartida, os idosos atuais possuem limitações nos conhecimentos tecnológicos e de acesso a própria tecnologia, privando-os de diversos benefícios oferecidos. Nesse sentido, há fatores que impulsionam esse problema, como a complexidade tecnológica e as poucas ações para mudar esse cenário.
Primeiramente, a tecnologia, de modo geral, é fundamental para a sociedade do século XXI, estando presente nas relações inter e intrapessoais. Contudo, a população idosa brasileira ainda sofre para se relacionar totalmente com o mundo tecnológico, uma prova disso é que menos de 20% dos idosos utilizam a internet, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Compreende-se, então, que diversos fatores provocam tal situação, como por exemplo a complexidade presente nos smartphones, que apesar de apresentar inúmeras funções, o oferecimento de uma boa acessibilidade ainda é limitado. Por consequência, os mais velhos, devido toda a dificuldade, utilizam o aparelho apenas para realizar e receber chamadas. Por fim, é necessário unir as pessoas de idade avançada com os dispositivos digitais, pois eles oferecem diversos benefícios à saúde e às relações sociais do indivíduo.
Igualmente, há uma despreocupação em integrar os idosos ao mundo tecnológico, sendo possível perceber isso nas ações empresariais, que desenvolvem seus produtos exclusivamente para os jovens e adultos, pois correspondem ao maior mercado consumidor. Além disso, poucos são os esforços governamentais responsáveis por auxiliar a população idosa no cruzamento dessa barreira tecnológica e na abertura para novos conhecimentos. Conforme dito pelo pintor Leonardo da Vinci, “O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice”.
Fica evidente, portanto, que medidas são necessárias para diminuir esse problema. Em virtude disso, urge que o Ministério da Tecnologia, em parceria com o Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, realize pesquisas com a população idosa e, com isso, desenvolva um aplicativo gratuito de navegação por voz para smartphones, uma vez que isso retiraria o problema da digitação nos celulares. Por meio dele, seria possível oferecer inúmeras funções, como guias e dicas de acesso em vídeo, busca de conteúdo e atendimento 24 horas por dia para tirar dúvidas. Com isso, será possível fornecer, para os idosos, melhores condições iniciais de acesso ao conhecimento tecnológico e o primeiro passo para a aproximação das gerações.

⏰ O cupom loucura com 40% de desconto acaba em:

  • 00Dias
  • 00Hrs
  • 00Min
  • 00Seg