ENTRAR NA PLATAFORMA
Poluição do ar e seus impactos na saúde da população

De acordo com o Artigo 225 da Constituição Federal Brasileira, o meio
ambiente ecologicamente equilibrado deve ser preservado para as presentes
e futuras gerações. Entretanto, o crescimento desordenado das cidades é
responsável, infelizmente, pelo desmatamento e pela poluição atmosférica,
situações prejudiciais para a saúde populacional do Brasil.


 


 


Diante dos fatos, é relevante mencionar a obra cinematográfica “Interestelar”,
a qual apresenta um cenário distópico em que a péssima qualidade do ar
provoca sérias complicações respiratórias em boa parte dos seres humanos,
fazendo com que as personagens busquem outro planeta habitável. Apesar
de ser ficção, o filme assemelha-se à realidade, pois a evidente emissão
de gás carbônico nas grandes metrópoles é responsável pela morte de
8 milhões de pessoas por ano devido a doenças respiratórias, segundo a
Organização Mundial de Saúde. Tal realidade tem como causa a grande
quantidade de veículos que utilizam combustíveis fósseis para locomoverem-
se nas cidades. Assim, nota-se que, diferentemente da ficção científica, na
prática a solução do problema deve ser menos fantasiosa e mais preocupada
com o planeta Terra.


 


 


 


Além disso, para agravar a situação, a construção desenfreada de prédios
urbanos ocasiona a necessidade de desmatar a área verde. O desmatamento
em questão piora ainda mais a qualidade do ar, já que as árvores são
responsáveis por filtrar 28 kg de poluentes atmosféricos, conforme o site
Vida Sustentável. A partir disso, é importante salientar a teoria do princípio da
responsabilidade, desenvolvida pelo filósofo Hans Jonas, o qual afirma que os
homens devem atuar de forma que os efeitos de suas ações sejam compatíveis
com a permanência da vida humana. Em suma, fica evidente que os cidadãos
das grandes cidades devem agir ao encontro da teoria de Jonas com intuito de
evitar o sofrimento das novas gerações.


 


Portanto, a fim de impulsionar os indivíduos a seguirem o proposto pelo
princípio da responsabilidade, o Ministério do Meio Ambiente deve incentivar
a comunidade, por meio de campanhas, a praticar ações sustentáveis.
Tais campanhas necessitam trazer as consequências do desmatamento e
da poluição, além de dicas sobre como agir preocupando-se com o meio
ambiente, por exemplo utilizar o transporte público e contribuir para o plantio
de árvores em meios urbanos. Desse modo, será possível preservar o equilíbrio
ambiental, como proposto no Artigo 225.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde