ENTRAR NA PLATAFORMA
Poluição do ar e seus impactos na saúde da população

       Durante a antiguidade, os homens consideravam a naureza como superior a si mesmos, sendo representada através de seus deuses, base da religião politeísta no Egito antigo. Entretanto, essa relação passou a mudar no período do Renascimento, com a difusão de ideias antropocêntricas e racionais. Nesse contexto, o ser humano passou a se considerar apto a explorar os recursos naturais, situação que avançou durante a Revolução Industrial, no século XIX, trazendo, anos mais tarde, grandes consequências à saúde da população. Nesse sentido, convém analizar as principais causas desse problema nos dias atuais, como o desenvolvimento industrial e a ineficiência de políticas governamentais no compate a poluição ambiental.


       É relevante abordar, primeiramente, as consequências do crescimento industrial nas últimas décadas, como a emissão de gases poluentes na atmosfera, tais como o gás metano e o dióxido de carbono, influênciando problemas respiratórios e uma piora na qualidade de vida da população, além de contribuir para o aquecimeno global.  Segundo OMS (Organização Mundial da Saúde), nove em cada dez pessoas respiram ar ruim ou contaminado por esses gases, e cerca de 6,5 milhões de pessoas morrem todo ano em decorrência desse fator. Dessa forma, pode-se evidenciar os efeitos nocivos desse problema para a saúde e deve-se ressaltar a importância do debate sobre esse tema em nossa sociedade.


          Em segunda análise, é possível destacar a ineficiência e a ausência de políticas governamentais como um dos fatores que contribuem para a problemática, sobretudo no Brasil. Em consequência disso, podemos destacar as grandes queimadas na região amazônica, que chamaram atenção do mundo todo em setembro de 2019, causando sérios problemas respiratórios nas comunidades e cidades vizinhas. Tal acontecimento chama atenção para a falta de fiscalização em importantes biomas brasileiros, como a floresta amazônica, fevorecendo o interesse econômico em decorrencia da degradação ambiental. Portanto, cabe ressaltar a importância e a necessidade de ações governamentais para evitar esse tipo de crime.


          Evidencia-se, portanto, que a poluição do ar é um problema grave e causador de grande consequências à população. Logo, faz-se necessário que o Governo Federal, em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente, aumente as ações fiscais nas indústrias e em áreas de preservação ambiental, por meio da contratação de mais fiscais para atender a grande demanda, além aplicação de multas e punições adequadas, através da ampliação verbas destinadas para este fim, com a finalidade de diminui a poluição ambiental e do ar em nosso país, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira, pois assim como propõe o ativista Mahatma Gandhi: " Temos que nos tornar a mudança que queremos ver".

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde