ENTRAR NA PLATAFORMA
Poluição do ar e seus impactos na saúde da população

       Na antiguidade, já haviam reclamações decorrentes da poluição do ar, devido a fundição de cobre em Roma, séculos se passaram e os questionamentos se agravaram, uma vez que o ar contaminado gera consequências nefastas à população. Nesse sentido, atualmente essa problemática é oriunda de uma politica desatenta à saúde populacional, pois, corrobora para o agravamento da situação com a ineficiencia do transporte público e concomitantemente a desatualização do sistema de controle da poluição.


            Primeiramente, convém destacar que o principal combustível consumido no Brasil é a gasolina, cuja combustão incompleta tem como produto o monoxido de carbono e dioxido de carbono, sendo esse primeiro altamente tóxido, pois, quando inalado se liga a hemoglobina resultando em carboxihemoglobina, composto estável, que impede o transporte de oxigênio, podendo levar o indivíduo a óbito. Tendo em vista, a necessidade do automóvel particular, que segundo o Denatran, o Brasil possui um carro a cada quatro habitantes, o cenário do país é caótico, já que os próprios cidadãos se contaminam, colocando em risco á saude pública, isso baseado na combustão de hidrocarbonetos e seus resultados. Outrossim, a busca de veículos próprios, decorrre da escassez do transporte público, que no caso se essa realidade for invertida, ocorrerá menos poluição do ar, já que a mobilidade  coletiva comportará maior número de individuos, frente ao veículo privado. 


                      Ademais, o controle de poluição vigente no Brasil é da década de 1990, que segundo o presidente do instituto Brasileiro de proteão ambiental, Carlos Bowhy, são padrões inconcruentes com o avanço da poluição. Embora, os problemas ambientais sejam maiores em paises desenvolvidos, devido à demanda de combustíveis fósseis nas industrias, não justifica o fato de tal descasso com a atualização do programa, pois, o Brasil é um país subdesenvolvido, sendo assim também possui fábricas que prejudicam o meio ambiente. Com essa precária política ambiental, a expectativa de vida tende a diminuir, com base nos impactos na saúde da sociedade, um exemplo disso são as doenças respiratórias, no qual já são chamadas de crônicas. 


                   Portanto, é fulcral que medidas capazes de mitigar esse cenário sejam tomadas. Para tanto, o Mistério do Meio Ambiente, deve alertar a população sobre os impactos na saúde, consequentes do excesso de veículos em circulação, sendo feito por meio de palestras e " workshops" , executado com verbas governamentais, e  nesses eventos, deve ser proposto outros meios de locomoção, como bicilhetas, e concomitantemente o compromisso da política de atualizar o sistema ambiental, a fim de diminuir a emissão de poluentes do ar, mantendo em segurança a saúde dos brasileiros. Somente assim, os efeitos da poluição do ar serão minimizados e não haverá a perpetuação das queijas como em Roma. 


 


 


 


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde