SOMENTE HOJE: 15% OFF usando o cupom APROVADO15 em todos os planos!

TEMA DE REDAÇÃO – Excesso de trabalho e saúde mental

Texto 1

Cada vez mais as pessoas estão pedindo afastamento do trabalho por causa de problemas emocionais. No Estado de São Paulo, segundo dados da Secretaria de Previdência, em 2017 foram 48 pedidos de auxílio doença por este motivo. Já no ano passado esse número subiu pra 73. Um das doenças que causam esses afastamentos é a síndrome de burnout. Também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, a patologia foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde em maio como uma doença resultante de estresse crônico no trabalho. Uma psicóloga de Mogi das Cruzes que preferiu não se identificar trata a síndrome de burnout há dois anos. “Muita dor de cabeça, muitos enjoos, uma falta de ar que não me largava, vontade de chorar o tempo inteiro. Uma exigência do trabalho muito grande. Eu deixei de conviver com as pessoas que eu convivia. Eu me afastei do

Exemplo Excesso de trabalho e saúde mental

Segundo o filósofo grego Aristóteles a mediania, isto é, o equilíbrio é uma virtude que todo homem de bem deveria almejar, pois atitudes extremas representam vício e desequilíbrio. Nesse sentido, deve-se analisar os comportamentos sociais da pós-modernidade , uma vez que o excesso de trabalho e a ociosidade contrapõe-se a qualidade da saúde mental e a cultura do auto cuidado. Sob essa ótica, é importante ressaltar que a emblemática frase : ” Tempo é dinheiro” nunca fez tanto sentido como nos dias atuais , principalmente, quando a prioridade da vida adulta se baseiam no sucesso da carreira profissional e financeira, mesmo que isso exija horas de trabalho e sacrifícios. Exemplo disso é retratado na série Suits, em que Harvey – advogado renomado- vive para sua profissão, de modo que o excesso de trabalho causa-lhe ataques de pânico, insônia e ansiedade, sintomas que caracterizam a Síndrome de Burnout. E como a arte imita a vida , de acordo com a Associação Internacional de Gestão do Estresse, 32% dos brasileiros sofrem com essa doença. Assim, enquanto o excesso de trabalho for a regra, a qualidade de vida será exceção. Em contrapartida, o tempo ocioso que para os gregos na antiguidade era um privilégio -uma vez que possibilitava o livre pensamento e a dedicação filosófica- tornou-se  um martírio na contemporaneidade. A esse respeito, houve grandes modificações ocasionadas em virtude do novo Corona Vírus , como: o isolamento social, as altas taxas de desemprego e a instabilidade econômica. Dessa forma, os índices de depressão , ansiedade e estresse aumentaram drasticamente, segundo dados da UERJ, houve um aumento de 80% desses diagnósticos e 30% nas taxas de suicídio. Logo, o desequilíbrio só evidencia a necessidade de mudanças enérgicas desse cenário preocupante. Portanto , é mister que o Governo em parceria com as Universidades devem criar um programa de assistência psicológica e psiquiátrica , de modo que os estudantes dessa área atendam a comunidade , gratuitamente, a fim de beneficiar pacientes e futuros profissionais. Ademais, as escolas com o Ministério da Educação poderia incluir em sua grade curricular matérias que ajudem a cuidar da saúde mental de crianças e adolescentes, além do Setembro Amarelo. Assim, o equilíbrio defendido por Aristóteles deixaria de ser utopia na sociedade brasileira.