logo redação online

TEMA DE REDAÇÃO – Crise da água no Brasil

Crise da água no Brasil

TEXTO I

Água em crise A hidrosfera da Terra compreende os lagos, as águas subterrâneas e os oceanos, sendo que estes últimos cobrem a grande maioria de sua superfície e, desde tempos imemoriais, o ser humano vem utilizando e explorando os ecossistemas aquáticos do mundo encontrados em sua hidrosfera. Na verdade, estima-se que das águas existentes no nosso planeta 99% não estão disponíveis para o uso, pois 97% são salgadas e estão nos oceanos, e 2% nas geleiras, o que as tornam inaproveitáveis. Sobra apenas 1% que se constitui em água doce. No Brasil, encontramos cerca de 8% de toda água doce da superfície da Terra, estando 80% deste volume na região Amazônica, o que mostra a importância do nosso país na questão hídrica, ainda mais se lembrarmos que a escassez de água atinge 40% da população mundial, faltando este recurso permanentemente em 22 países. Aliás, já há preocupação dos especialistas de que a falta de água seja o grande motivo para guerras no próximo século. Os ecossistemas hídricos são tão importantes que, sem eles, não haveria vida como conhecemos; daí a importância do estudo das águas e, principalmente, porque sua biodiversidade é uma das menos conhecidas. A explosão demográfica humana vem liberando, em suas atividades, o derramamento de dejetos e substâncias tóxicas no meio ambiente, poluindo, principalmente, os recursos hídricos mundiais, a ponto de torná-los sem vida, ante a destruição do plâncton. A degradação do ambiente hídrico tem tomado grandes proporções, diminuindo os recursos desta natureza, tornando-os cada vez mais escassos, mostrando a ocorrência de uma verdadeira crise da água. Por isso, faz-se necessário encontrar medidas para diminuir seu consumo, bem como evitar desperdício e ainda propiciar recursos econômicos para a sua manutenção. (Texto adaptado. Água em crise. Disponível em: . Acesso em: 27 de fevereiro de 2015.) 

Exemplo Crise da água no Brasil

Cerca de 70% do corpo humano é composto por água, com isso, evidencia o quão importante e necessário é preservá-la para a sobrevivência. No entanto, observa-se o oposto, uma vez que a crise da água no Brasil se mostra cada vez pior. Logo, se faz vital mencionar os atos antrópicos nessa situação: a poluição e o desperdício. Deve-se pontuar, de início, que o alto nível de poluição e descaso populacional perante os rios está estre as causas do problema. Nesse sentido, consoante ao Rio Tietê situado no Estado de São Paulo, ele é considerado o rio mais sujo do Brasil e, consequentemente, nem a vida marinha consegue se desenvolver na região mais próxima a urbanização. Portanto, evidencia o grande descaso populacional no quesito preservação ambiental, infelizmente poucos se importam com a situação hídrica do Brasil e não mensuram o quão deletério pode ser o seu ato, ou a falta dele, ao longo do tempo.

Além disso, convém ressaltar, a princípio, que o desperdício é um fator vital para a permanência do problema. Nesse ínterim, segundo a reportagem veiculada pelo Jornal Nacional, exemplificou o quão mal projetas são as torneiras, pois, um simples redutor de vazão que foi colocado manualmente, mantendo a eficiência da torneira, uma empresa conseguiu diminuir cerca de 50% do gasto de água. Dessa maneira, soluções rápidas e práticas de alteração do projeto de aparelhos semelhantes ao relatado já poderiam resolver grande parte da situação mundial e evitar gasto desnecessários.

Por fim, diante dos fatos supracitados, faz-se mister que sejam tomadas ações para resolver o empecilho. Dessarte, com o intuito de mitigar o fato, necessita-se urgentemente que a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) exija que peças economizadoras sejam incrementadas, principalmente, nos aparelhos utilizados diariamente como torneiras, chuveiros e entre outros do mesmo seguimento. Seguidamente, para que isso seja algo possível de ser imposto, será por meio de alteração na normal brasileira já estipulada em conjunto com a fiscalização, dado que, aqueles que não se adequarem a ordem e fabricarem ilegalmente será punido judicialmente. Dessa maneira, com o passar do tempo o país estará mais encaminhado para um rumo de sustentabilidade e o conceito de conservação da água.