logo redação online

Tema de redação – A insegurança alimentar e a fome no Brasil

Você já refletiu sobre como a insegurança alimentar afeta milhões de pessoas no Brasil? Neste artigo, vamos explorar a fundo este tema crucial, abordando suas causas, consequências, bem como ele se apresenta em nossa sociedade.

Assim, prepare-se para aprofundar seu conhecimento e enriquecer suas redações com ideias valiosas sobre o insegurança alimentar.

TEXTOS MOTIVADORES

TEXTO I sobre o tema insegurança alimentar​

Insegurança alimentar: entenda esse desafio no Brasil

“Insegurança alimentar” define a condição onde o acesso regular a alimentos de qualidade e em quantidade suficiente para uma vida saudável é restrito. Essa situação vai além da mera ausência de comida, isto é, envolve também a substituição de alimentos nutritivos por opções mais baratas e menos saudáveis, ricas em farinhas e açúcares. Por isso, essas escolhas alimentares podem levar ao enfraquecimento do corpo, prejudicar o desenvolvimento físico e mental e aumentar o risco de doenças.

Dessa forma, os estudiosos dividem o tema insegurança alimentar em três categorias distintas:

  1. Leve: Manifesta-se através da preocupação ou incerteza sobre a disponibilidade futura de alimentos, ou quando a qualidade é sacrificada para manter a quantidade.

  2. Moderada: Ocorre quando adultos comem menos ou pulam refeições para garantir a alimentação das crianças.

  3. Grave: Representa a falta de alimentos para todos no lar, incluindo crianças, culminando em experiências de fome.

Fonte adaptada: O Povo

TEXTO II sobre o tema insegurança alimentar​​

Desafios atuais da insegurança alimentar no Brasil

Melissa de Araújo, nutricionista e coordenadora do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais, destaca um preocupante cenário no Brasil.

“Nos últimos cinco anos, um aumento nos custos de produção de alimentos básicos, como frutas, verduras, legumes e cereais, tem sido notado, principalmente devido à redução das políticas de crédito à agricultura familiar”, ela explica.

Esta forma de agricultura é crucial para suprir as necessidades alimentares da população brasileira.

Além disso, Melissa ressalta a complexidade da situação. “Não podemos simplificar a questão acreditando que políticas assistencialistas de distribuição de cestas básicas resolverão o problema”, ela enfatiza.

Outrossim, o acesso aos alimentos, especialmente em áreas urbanas, está intrinsecamente ligado ao acesso à renda.

Nesse sentido, Paulo Petersen, do Núcleo Executivo da Articulação Nacional de Agroecologia, complementa a discussão. “A maior parte da produção agrícola brasileira é voltada para ração, combustíveis e exportação, não para o consumo interno”, ele observa.

“Atualmente, o governo não regula adequadamente as políticas de segurança alimentar, e isso, combinado com a alta inflação e crescente desemprego, agrava a situação.”

Para Petersen, é crucial mudar a perspectiva sobre os alimentos. “Não podemos tratar os alimentos como uma mera mercadoria. É essencial incentivar a agricultura familiar, a principal fonte de alimentos no país, e apoiar políticas que favoreçam a distribuição local”, afirma.

Desse modo, ele cita programas como o Programa Nacional de Alimentação Escolar e o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar como exemplos de iniciativas importantes que estão sendo desmanteladas.

Fonte adaptada: O Povo

Assista também este vídeo da Professora Chay sobre a diferença entre assunto e tema:

Pronto para enfrentar o tema insegurança alimentar e outros desafios em suas redações? Na nossa plataforma, oferecemos mais de 400 temas para você treinar e aprimorar suas habilidades de escrita. Então, acesse agora, escolha seu tema e envie sua redação para obter um feedback detalhado.

⏰ O cupom loucura com 40% de desconto acaba em:

  • 00Dias
  • 00Hrs
  • 00Min
  • 00Seg