escola mesa do professor
Vestibulares
Otavio Pinheiro

Como se preparar para a prova da Unicamp com as mudanças no calendário

Esta é a primeira edição em que as provas da Unicamp de primeira e segunda fase ocorrerão no mesmo ano A prova da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) está diferente este ano. Para começar, estudantes que já prestaram o vestibular em outros anos e estavam acostumados a realizar a segunda fase em janeiro terão que se adaptar a um intervalo mais curto.  Agora, a primeira e segunda fase acontecem ainda este ano, com uma brecha de pouco mais de um mês entre elas.  Isso sem contar outros “obstáculos” no caminho: os candidatos que também fazem a Fuvest, que seleciona para a USP (Universidade de São Paulo), terão que encarar uma outra prova entre as duas fases da Unicamp.  Com tanta mudança, será que é preciso recalcular a rota na hora de planejar os estudos? Anderson Bigon, diretor pedagógico da Oficina do Estudante de Campinas (SP), explica que quando as segundas fases eram apenas em janeiro, o estudante costumava priorizar o estudo para as primeiras fases até dezembro e iniciava o estudo para as segundas fases a partir de então. Com a mudança no calendário do vestibular Unicamp, o ideal agora é conciliar os estudos, treinando questões de múltipla escolha e questões

Leia mais »
tema-de-redacao-unicamp-2019-doutrinacao-ideologica-em-sala-de-aula
Unicamp
Otavio Pinheiro

Tema de Redação UNICAMP 2019: Doutrinação ideológica em sala de aula

Nessa semana teve a prova da Unicamp 2019 e com isso a famosa redação desse vestibular, o tema de redação foi “Doutrinação ideológica em sala de aula”! Para se preparar para esse vestibular e outros, confira a proposta! Proposta da redação Unicamp 2019 Você é um(a) estudante do Ensino Médio na rede pública estadual e soube de um acontecimento revoltante na sua escola: sua professora de Filosofia recebeu ofensas e ameaças anônimas por suposta tentativa de doutrinação política, ao ter iniciado o curso sobre as origens da Cidadania e dos Direitos Humanos modernos com o texto a seguir: Teócrito e o pensamento A ninguém, nem aos deuses nem aos demônios, nem às tiranias da terra nem às tiranias do céu, foi dado o poder deimpedir aos homens o exercício daquele que é o primeiro e o maior de seus atributos: o exercício do pensamento. Podem amarrar as mãos de um homem, impedindo-lhe o gesto. Podem atar-lhe os pés, impedindo-lhe o andar. Podem vazar-lhe os olhos, impedindo a vista. Podem cortar-lhe a língua, impedindo a fala. O direito de pensar, o poder de pensar, porém, estão acima de todas as violências e de todas as repressões, que nada podem contra seu exercício. (…)

Leia mais »