O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Xenofobia no Brasil

No livro ''Raízes do Brasil'', o historiador Sérgio Buarque de Holanda relata o brasileiro como o homem cordial que age pelo coração e sentimento, correlacionando as características tão gamadas pelos estrangeiros: alegria e receptividade. Entretanto, o número de casos xenofóbicos no país contrapõe-se a tais virtudes, sendo preocupante tamanha hostilidade na sociedade brasileira atual.
Ataques verbais, físicos e discriminações são exemplos da realidade de muitos estrangeiros no Brasil, apresentando como grande maioria, a população negra. Estes indivíduos, ao buscarem melhores condições, convivem com o sentimento de frustração, devido às atitudes egoístas provenientes de diversos cidadãos, além do racismo enraizado. Como exemplo, em 2015, haitianos foram atingidos por balas de borracha, denotando grande desacolhimento e não-receptividade por parte dos nativos.
Ademais, os países com problemas sociais, políticos e econômicos, possuem a necessidade da busca pelo refúgio em outro país. A chegada de refugiados faz a aversão ao estrangeiro crescer mais de 600% na sociedade brasileira e apesar da existência da Lei do Refúgio e também das ampliações de direitos aos refugiados feito pelo Governo em 2017, nem 1% dos casos chegam à justiça, não retratando as devidas consequências aos agressores e possuindo a necessidade de maior garantia à proteção a esse grupo.
Portanto, assim como colocou Jean Paul Sartre, filósofo francês, qualquer forma de violência que se manifesta, sempre será uma derrota e os casos de xenofobia são exemplos desta derrota. Fica evidente então, que medidas são necessárias para resolver o impasse. Desse modo, o Poder Público deve estabelecer melhorias na fiscalização dos casos, construindo delegacias especializadas em crimes xenofóbicos e aumentando a pena para quem o praticar, a fim de reduzir a prática do preconceito e racismo na sociedade. Paralelamente, o Ministério da Educação deve criar projetos, como palestras e peças teatrais que abordem essa temática dentro do âmbito escolar, estimulando o combate a tal violência. Pois assim, a característica de cordialidade não será mais ilusório, fazendo com que as situações xenófobas diminuam, obtendo a empatia e o respeito como sentimentos primordiais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!