O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Xenofobia no Brasil

O período de independência do Brasil foi marcado pelo sentimento de xenofobia aos povos portugueses. Esse preconceito se manifestava pelo receio de um novo domínio , isto é, a recolonização. Embora, date de séculos atrás, na atualidade, a intolerância continua com as mesmas conotações. No entanto, a mentalidade social e a ineficácia do poder judicial contribuem como impasse para resolução desse problema social.
De acordo, com Pierre Bourdieu , a sociedade incorpora às suas estruturas sociais um sistema, que se é imposto a sua realidade, dessa forma, ele se naturaliza no meio e é reproduzido ao longo do tempo. Em consonância, a xenofobia é considerada , ainda hoje, como um mecanismo de defesa , contra povos refugiados no Brasil. Dessa forma, os crimes de ódio a pessoas de origem díspares aumentam - ganhando destaque os haitianos 27% e os povos de origem mulçumana 16% , aproximadamente, de acordo , com o disque 100.
Conquanto, o artigo 3 da Constituição Brasileira de 1988 tem como objetivo fundamental promover o bem de todos, sem quaisquer discriminação. Entretanto, essa lei não é bem aplicada, visto que, o problema de xenofobia persiste. Assim, essa manifestação movimenta mais adeptos e torna difícil a extinção dessa cultura.
Portanto, medidas são necessárias para combater o caso de aversão aos estrangeiros. Posto isso, o MEC em união com o Estado devem promover campanhas midiáticas , pelos meios de comunicação e em escolas, que demonstrem o repúdio dessa cultura. Outrossim, o poder judiciário precisa reavaliar critérios para punir esses crimes , que detenham os agressores. Ademais, devem ser contínuos os meios de inclusão social para os refugiados e estrangeiros, como já existe pela lei de imigração.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!