O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

Whitewashing e o racismo no cinema e na TV

O livro "Iracema", de José de Alencar, retrata a personagem Iracema, uma indígena de pele negra e cabelos pretos, no seu remake para a televisão a personagem foi retratada pela atriz, Helena Ramos, de pele branca e cabelos loiros. Sendo assim, encontramos o embranquecimento da personagem para a televisão. Com isso, notamos uma problemática: o estereótipo do mercado televisional de atores e atrizes. 

Em primeiro plano, podemos associar o estereótipo de atores e atrizes na televisão, com a ancestralidade deixada da escravidão e o típico papel representado pelos personagens negros naquela época, retornando a atualidade, pode-se concluir que os atores e atrizes negros  possuem um pequeno espaço no mercado televisional, e em muita das vezes são retratados como: ladrões e de baixa classe média.

Em segundo plano, o mercado televisional tem um grande investimento em atores e atrizes brancos.Segundo uma pesquisa da Universidade Estadual do Rio de Janeiro(UERJ), de 2002 a 2014, homens brancos dominaram o elenco principal das 20 maiores bilheterias de cada ano. Ao total, são representados em 45% dos papéis e 35% mulheres brancas e 20% entre homens e mulheres negras. Pode-se concluir, a desigualdade de gênero e raça na televisão. 

Dessa forma, medidas precisam ser tomadas para solucionar o problema. O Ministério da Cultura, por meio de campanhas de conscientização sobre o acesso igualitário de gênero e raça na televisão e o mercado televisional, deve promover investimentos em atores e atrizes de diversas etnias. Para que, eles possam servir de inspiração para outros jovens e promover um acesso igualitário para todos e o Whitewashing e o racismo na TV possa ser encerrado. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!