O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

Whitewashing e o racismo no cinema e na TV

 No filme norte-americano “As Branquelas”, o personagem “Kevin” é um agente do Federal Bureau Of Investigation (FBI) que, por conta de ser negro e efetivo, incorpora indivíduos de coloração clara a fim de obter informações cruciais para as devidas investigações. Fora da ficção, esta é a realidade de um grande número de atores e agentes, ao redor do mundo, que, por meio de artefatos e produtos corporais, negam suas próprias etnias para a realização de algum serviço. Neste âmbito, a falta de conscientização perante os atores negros e o preconceito disseminado, intensamente, pelas mídias são os principais motivos para o Whitewashing e o racismo no cinema e na TV ocorrerem.


 De maneira inicial, é possível verificar que o número de atores e apresentadores brancos contratados para, somente, interpretarem papéis de negros aumenta, ano após ano. Segundo o noticiário “BBC Portuguese”, a maioria dos diretores optam em contratar atores brancos para interpretarem negros do que, propriamente, contratar-se negros em razão do “medo” perante à reação racista da população e da mídia, além do mais, o mesmo noticiário afirma que 6 a cada 10 intérpretes negros são substituídos em motivo da falta de conscientização implantada no caráter dos líderes e chefes de produção. Por isso, a falta de conscientização perante os atores é um fator que propicia o aumento da incidência do Whitewashing e do racismo no cinema e na TV.


 Em segundo plano, nota-se que o preconceito, no setor midiático e televisivo, cresce, fervorosamente, por conta da elitização étnica e cultural presente nestas redes. De acordo com o jornal “CNN”, a principal causa para a admissão de atores brancos, no lugar de negros, é o preconceito existente na grande parcela dos telespectadores perante outros de coloração escura, o que prejudica, conforme o próprio jornal, a bilheteria e audiência da produção, ou seja, o racismo perante atores negros favorece a propagação do racismo e a repulsão étnica. Logo, o preconceito disseminado pelas mídias sobre atores negros é um dos principais intensificadores do Whitewashing e do racismo no cinema e na TV.


 Diante disso, é necessário combater, urgentemente, qualquer manipulação ou racismo contra indivíduos negros. Portanto, cabe ao Ministério da Cidadania e ao Ministério da Justiça analisar e punir, por intermédio de fiscalizadores municipais e por profissionais da mídia, possíveis indivíduos que excluem, por forças próprias, a participação de negros em produções televisivas, tendo como objetivo encerrar com tal prática no Brasil. Além disso, é necessário conduzir parte da receita federal para a criação e efetivação de leis a afim de enrijecer o tratamento perante racistas. Somente assim, casos como de “Kevin” não ocorrerão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!