O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Voto nulo, branco e abstenção como mecanismos de protesto

Muito se debate, hoje, a respeito da anulação do voto eleitoral, como mecanismo de protesto. Fazendo-se uma síntese com a história brasileira, torna-se perceptível o avanço da democracia; na qual houveram importantes conquistas. É notório, que décadas atrás, as mulheres não tinham direito ao voto; outro exemplo era o indivíduo que tinha a renda baixa( voto censitário ); dentre outras leis das épocas anteriores.
Pode-se mencionar, por exemplo, a falta de direito das mulheres em não poder escolher seus candidatos, no entanto, no governo de Getúlio Vargas foi concedido essa prerrogativa as demais, sem exceção. Entretanto, apesar dos avanços sociais históricos, há uma grande parcela da sociedade constituída pelos gêneros feminino e masculino que preferem não exercer sua cidadania. De acordo com o IBGE, a maioria alega a corrupção dos governantes para se utilizar desse mecanismo de abstenção.
Outrossim, é que a Sociologia explica que o indivíduo, desde o nascimento, é influenciado pelos hábitos e costumes de sua sociedade. O escritor e filósofo Émille Durkheim escreveu o fato social, que é a forma de o indivíduo agir e pensar de forma coletiva, dotada de exterioridade, coercitividade e generalidade. Seguindo essa linha de raciocínio e fazendo-se um paralelo com o parágrafo anterior, é possível perceber que em uma residência na qual os pais se utilizam do argumento da corrupção para não votar, os filhos tenderão a seguir os mesmos conceitos e deixarão de valorizar os avanços da Constituição em vigor de 1988.
Portanto, levando-se em conta o que foi abordado, é mister dizer que cabe ao Poder Judiciário julgar os casos de desvios de verbas e coibir as prática ilícitas, revelando a sociedade através dos meios de comunicação a punição aos culpados. Torna-se indispensável às escolas através dos professores, ensinarem aos alunos que a corrupção não é somente uma prática política, sendo esta inerente a condição humana em pequenos hábitos cotidianos. Por fim, cabe aos pais se informarem sobre a política e ensinarem seus filhos; pois, como dizia Platão: ´´ não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados pelos que gostam``.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!