ENTRAR NA PLATAFORMA
Visibilidade indígena em questão no Brasil
Desde a colonização do Brasil, índios sofreram preconceitos, escravidão e apropriação de terras e bens nas mãos dos portugueses. Além da questão territorial, outro desafio enfrentado pelos nativos é o fato de muitos cidadãos não discernirem a importância e influência dos índios no Brasil.
Em princípio, a Constituição Brasileira de 1988 reconhece e garante o direito às reservas indígenas. Porém, a delimitação de novas terras indígenas é um método de muitos guerras, haja vista os agricultores que desejam as áreas para a prática do agronegócio e as reservas os impedem. Como exemplo, a briga por território entre fazendeiros e índios da tribo Gamela, no Maranhão, em abril de 2017. Os fazendeiros afirmaram que a reserva prejudicava os latifúndios. Dessa forma, aumentam os números de embates entre as tribos indígenas e agricultores a respeito de um espaço que é direito natural dos índios.
Além disso, pouco se é debatido sobre a história e cultura desses povos. Retratados por Mário de Andrade, em seu livro "Macunaíma", como heróis e indivíduos de muito valor, atualmente, não é dada total significância, principalmente, nas escolas e nas mídias, acerca da formação da identidade brasileira que os índios trazem, um contexto sociocultural que precisa ser disseminado para compreensão das origens do Brasil.
Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. A Funai, em parceria com o Ministério Público, deve regimentar as reservas, por meio de um demarcamento dos locais de conflito, feito por geógrafos, com o intuito de manter os costumes e origens dos nativos e interesses dos agropecuários. Ademais, a Funai, junto com o Ministério da Cultura, deve produzir materiais didáticos e de vídeos, com apoio de historiadores e índios, a fim de divulgar nas escolas e redes midiáticas sobre a importância histórica e social desses povos. Dessa maneira, se garantirá os méritos dos salvaguardas do patrimônio cultural brasileiro.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde