O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Visibilidade indígena em questão no Brasil

Durante o período literário conhecido como Quinhentismo, a carta de Pero Vaz de Caminha foi concebida e redigia trechos sobre os nativos que habitavam nas terras brasileiras. Nesse documento constava uma interpretação inferiorizada dos indígenas e o desejo de catequizá-los. Nesse contexto, observa-se como a invisibilidade desse povo na atualidade é uma herança histórica baseada na desvalorização cultural e no preconceito, sendo mister a abordagem desse problema e suas respectivas consequências.
Inicialmente, vale abordar sobre o descaso cultural sofrido pelos nativos. Por mais que a legislação brasileira garanta o direito originário das terras a esses povos, ainda ocorrem invasões e tentativas de desapropriação desses territórios por latifundiários e representantes da Bancada Ruralista. Isso acontece pois os empresários do agronegócio visam ampliação da sua atividade comercial e corriqueiramente optam por locais já de domínio indígena, logo, é notório como muitos brasileiros ainda se vêm superiores aos índios de maneira a fomentar o preconceito e a banalização de uma cultura que foi indispensável na formação étnica brasileira. Por conseguinte, a identidade desse grupo torna-se deturpada e evidencia falhas na isonomia do país.
Além disso, é pueril acreditar que não há preconceito perante os aborígenes. Apesar de existir o Dia do Índio, comemorado em 19 de Abril, parte da população não os enobrecem, ou seja, é possível enxergar uma comunidade onde nas escolas não há representatividade desse povo, assim como na política. Contudo, conclui-se que o Artigo 1º do Estatuto do Índio, o qual propõe assegurar a integração progressiva e harmoniosa dessas pessoas à comunhão nacional, se encontra negligenciado. Dessarte, os nativos podem desenvolver sentimentos de revolta e insatisfação, contribuindo para a formação de uma sociedade ainda mais segregacionista e violenta.
Portanto, é indubitável a necessidade de reverter esse cenário de invisibilidade dos indígenas. Urge, então, que a FUNAI (Fundação Nacional do Índio), com apoio do Ministério Público, agilize as demarcações das terras através da priorização dos recursos financeiros, a fim de garantir os direitos e a permanência das crenças e costumes desses povos. Além disso, o Governo deve investir em campanhas midiáticas por intermédio de propagandas, as quais expliquem o que é ser indígena na atualidade, com o objetivo de estimular o respeito e a integração desse grupo ao meio social. Desse modo, o Brasil estará evoluindo para uma nação melhor.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!