O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Visibilidade indígena em questão no Brasil

O índio no Brasil atual
Os povos indígenas são assolados com problemas de ordem social e econômica desde a chegada dos portugueses ao território brasileiro, no início do século XVI, fruto da expansão colonial. Além disso, é indubitável que o advento do capitalismo, cuja máxima é a busca pelo lucro, propiciou a manutenção e o agravamento dessas adversidades. Nessa perspectiva, surge o debate da questão indígena no Brasil atual devido a dois fatores: o conflito de interesses na demarcação de terras e o respeito e a proteção insuficientes.
É importante pontuar que a demarcação de terras indígenas divide a sociedade brasileira. Isso se deve, principalmente, aos interesses de agricultores e pecuaristas em oposição à busca por justiça social, preconizada na Constituição Federal de 1988. Consequentemente, o passado histórico persiste até hoje e, assim, índios são perseguidos e assassinados a fim de atender os interesses privados e as leis de mercado, além da falta de acesso a direitos básicos como a saúde, por exemplo. Um caso de repercussão nacional é a reserva Raposa Serra do Sol, cujo embate jurídico em torno dela demonstra que, apesar da importância da preservação da identidade cultural, é válido encontrar um ponto de equilíbrio entre o agronegócio e as demarcações, uma vez que ambos são importantes e devem coexistir para promover o desenvolvimento socioeconômico do país.
Outrossim, o Estado não cumpre seu papel de forma eficiente no que tange a proteção e o respeito as tribos indígenas. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), antes da chegada dos portugueses, havia aproximadamente 500 milhões de índios no Brasil e atualmente não passam de 850 mil, o que confirma a falta de proteção. Como se não bastasse, a sociedade marginaliza o índio por ele não se inserir no meio social atual ao invés de respeitar e promover um modo de vida que representa a base da diversidade cultural brasileira. Diante disso, o reconhecimento das tribos indígenas como minorias constituintes de nossas raízes históricas é o primeiro passo para a superação desse e de outros problemas sociais.
Portanto, a questão indígena no Brasil deve ser discutida de forma imprescindível a fim de se buscar uma harmonia social. Para tanto, é necessária a criação de um fundo de investimento social pelo governo federal, através de incentivos fiscais para pessoas físicas jurídicas, para a ampliação de recursos destinados a Fundação Nacional do Índio (Funai) e, desse modo, permitir uma demarcação de terras adequada e a proteção e o respeito pelo índio de forma eficiente. Ademais, escolas e universidades podem promover debates com vistas a conscientização e a proposição de soluções por meio de palestras, grupos de estudos e campanhas, pois, como citou o educador Paulo Freire, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!