O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Visibilidade indígena em questão no Brasil

Desde 1988, com a promulgação da Constituição Federal, o Brasil passou a ser reconhecido como Estado Democrático de Direito, devido à garantia jurídica dos direitos sociais dos seus cidadãos. Contudo, ao observar os desafios enfrentados pelos povos indígenas no país, verifica-se a inoperância desses princípios constitucionais. Dessa forma, deve-se analisar tanto a negligência do governo frente a preservação da cultura nativa, quanto as dificuldades na preservação territorial, como principais problemas a serem enfrentados pelo índio na contemporaneidade.
"Quando o português chegou/ Debaixo duma bruta chuva/ Vestiu o índio". O poema "Erro de portuês", de Oswald de Andrade propõe uma reflexão acerca do processo de transculturação indígena, em contato com colonizadores. De maneira análoga, a preservação de tradições e hábitos nativos encontra entraves na sociedade atual devido, sobretudo, à necessidade de adaptação ao cenário tecnológico, fato que impulsiona a perda da identidade étnica dos indivíduos. Nesse sentido, evidencia-se a necessidade de conservação desse multiculturalismo formador da história nacional em equilíbrio com a inclusão do indivíduo ao ambiente moderno.
Outrossim, convém ressaltar a demarcação de terras como maior desafio indígena. Hodiernamente, a Carta Magna brasileira concede às tribos a garantia das áreas originalmente ocupadas, correspondentes a cerca de 12% do território brasileiro, segundo a Fundação Nacional do Índio. Entretanto, nota-se que esse direito não é efetivamente constatado na prática, em decorrência das intensas disputas de setores econômicos, bem como da lentidão do poder judiciário em homologar suas terras. Nesse viés, evidencia-se os entraves enfrentados pelos povos indígenas no que tange a ocupação e exploração ilegal de recuros, devido a ineficiência legislativa na efetivação dos direitos estabelecidos.
É indubitável, portanto, que a desvalorização dos nativos torna-se um desafio na preservação identitária brasileira. Diante disso, torna-se necessária a ação conjunta do Ministério da Cultura e Ministério da Educação na promoção do conhecimento pluriétnico nacional , por meio de aulas práticas que levem alunos dos centros para às comunidades indígenas, a fim de minguar o distanciamento das realidades culturais. O Ministério da Justiça, por sua vez, deve desburocratizar processos de homologação dos territórios e oferecer penas efetivas para invasores. Desse modo, o povo indígena alçará o seu verdadeiro papel protagonista na história do país.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!