O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Visibilidade indígena em questão no Brasil

Índios de musculaturas fortes, incomparáveis e de grandes personalidades. É assim na maioria das obras da Primeira Geração do Romantismo brasileiro. Nos dias atuais, percebe-se que a questão indígena continua em alta, mas em uma discussão sem consenso sobre onde devem morar.
A agropecuária no Brasil é conhecida mundialmente pelos seus grandes investimentos e mercado lucrativo a partir do avanço tecnológico da Revolução verde em 1980. Infelizmente, nestas mesmas conquistas do sistema capitalista que visa ao lucro, os territórios de índios acabam sendo exterminados e ocupados por plantações. Neste contexto, cabe destacar também o papel dos meios de comunicação, que propagam notícias deturpadas de explícitos interesses econômicos.
Dessa forma, sem informações verdadeiras, indivíduos acabam levando ao âmbito social discursos de ódio etnocentristas, apoiados por muitos dos latifundiários. Desse modo, quando tentam inserir-se nos centros urbanos, os Tupis e Guaranis acabam encontrando deficitárias formas de inclusão concebidas pelo Governo. Segundo o princípio Aristotélico, "É preciso tratar os iguais com igualdade e os desiguais em desigualdade." Sob este ângulo, a democracia só conseguirá ser alcançada quando conseguir-se a equidade para todos os cidadãos.
Sendo assim, tornam-se necessárias medidas. É fundamental que o Estado -em parceria com o Ministério Público- disponibilizem uma Ouvidoria Pública anônima online para a denúncia de invasões em territórios indígenas ilegais. Com isso, poderão levar ao júri muitos dos crimes cometidos contra os mesmos atualmente. Além disso, junto do Ministério da Educação, deve também realizar palestras em comunidades e escolas públicas sobre a importância da empatia com o próximo, a importância dos índios na história do país e a liberação de investimentos em ONGs responsabilizadas pela inclusão de índios em instituições de ensino e suas alimentações diárias.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!