O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Visibilidade indígena em questão no Brasil

Durante a primeira fase do Romantismo brasileiro, ocorreu uma forma de valorização à figura indígena, ao passo que os autores retratavam ao nativo com heroísmo, o que causou sua valorização. No entanto, na contemporaneidade, o "herói nacional" torna-se invisível, à medida que seus direitos são desrespeitados, sobretudo, o do usufruto ao território habitado, tanto por empresários, quanto pelas negligências estatais.
De início, interesses econômicos são um dos impasses enfrentados por tribos indígenas. Dessa forma, ao expulsarem essa minoria de suas terras, para expandir a fronteira agrícola ou construção de obras, os empresários rurais cumprem a função exercida, no passado, por colonos da América Espanhola, os quais invadiam e dominavam o espaço para fins comerciais. Assim, a questão do território torna-se um fator determinante para a visibilidade dos direitos dos índios.
Outrossim, a demora da demarcação das terras indígenas pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI), também corrobora com as invasões dos agricultores. Destarte, consoante Karl Marx, a busca pelo lucro tem ultrapassado valores éticos, pois o próprio governo fomenta a expulsão dos indígenas em benefício aos interesses ruralistas, especialmente quando os limites das terras não foram feitos, de forma que os indígenas pagam por sua invisibilidade.
Convém, portanto, que a Câmara dos Deputados Federais elabore uma emenda constitucional que puna, com multas mais severas, aos invasores das terras indígenas, bem como bem impeça a expulsão das tribos em áreas ainda não demarcadas, permitindo que a FUNAI se responsabilize pelo uso de tais áreas. Logo, por meio da atenção ao direito da moradia, que é básico aos cidadãos, poderão os povos indígenas ter respeitada sua visibilidade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!