O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Violências nas escolas

A escola é, sobretudo uma instituição dedicada a educação e formação de cidadãos. Contudo, o sistema educacional brasileiro vem passando por diversos desafios, e o cenário escolar que deveria ser pacífico, ético e em prol da boa cidadania, a cada dia torna-se palco de intolerância, desrespeito e violência. A brutalidade dentro das salas de aula afetam não só alunos como também os docentes, e consequentemente, dificulta a aprendizagem e a qualidade de ensino, bem como a insegurança instalada nas escolas. Nota-se também, que esse cenário violento não é visto apenas no Brasil, nos Estados Unidos todos os anos é registado casos de violência dentro do ambiente escolar, sendo vários seguidos de morte.

É importante destacar que o ambiente hostil das instituições de ensino desde o ensino infantil ao superior, é reflexo da sociedade brasileira, haja visto que a violência é hoje uma das principais preocupações do país, seja ela virtual ou não. O cenário de selvageria do país e o método de solucionar os problemas por meio da violência se reproduz nas escolas de maneira análoga, como é o caso de alunos ameaçando professores, verbalmente ou fisicamente, sobretudo a respeito do baixo rendimento escolar, posto que, para muitos estudantes, a nota é compreendida equivocadamente como ofensa pessoal.

Outro fator determinante para a violência nas escolas é a identificação com o espaço escolar, os professores, se sentir amparado e manter boas relações com os colegas é primordial para que isso não ocorra. Muitas vezes o distanciamento criado entre alunos e a instituição pode alimentar essa agressividade. São inúmeros casos, hoje de estudantes violentando seus mestres, colegas e até destruindo o ambiente escolar, o que pode ser reflexo dessa falta de proximidade entre o ambiente e o aluno.

Torna-se evidente, portanto, que a violência escolar, tem causa e consequência graves, sendo necessário que medidas sejam pensadas a fim de atenuar ou até resolver o problema. Dessa maneira, urge o comprometimento da sociedade, família, professores e os próprios alunos a iniciarem debates a respeito da violência, ademais é fundamental a orientação de especialistas em psicologia escolar, acompanhando os alunos na sua trajetória escolar toda semana, incentivando o diálogo, a construção de empatia e incentivo à não agressividade. Só assim, será possível fazer do ambiente escolar um verdadeiro aprendizado para a vida em sociedade e não um propagador de atitudes violentas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!