O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Violência nos estádios

      Funcionando conforme a Lei da Inércia, a qual diz que todo corpo tende a permanecer em movimento até que uma força suficiente atue sobre ele, existe a violência nos estádios brasileiros. Nesse sentido, percebe-se que a polarização de ideias é como a força que contribui para a acentuação da problemática e, consequentemente, assistir jogos de futebol nos estádios do Brasil tornou-se perigoso. 
       A princípio, pode-se afirmar que os conflito nos estádios são resultado da polarização esportiva pós-moderna. No entanto, diferente dos estudos físicos sobre eletromagnetismo, em que os pólos opostos se atraem, as torcidas organizadas, em conjunto ao discurso de ódio, incitam o distanciamento entre eles. Tal comportamento acentua as rivalidades entre torcedores de times adversários e tornam as rixas nascidas nas arquibancadas comuns no futebol brasileiro. Dessa forma, essa oposição de ideias é preocupante, pois gera bolhas sociais, intolerância e um ciclo de contínua polarização e enfrentamentos nos estádios.  
       Outrossim, a consequência de tal violência é mais alarmante que a causa, uma vez que a alta periculosidade de assistir jogos ao vivo é o efeito da questão. Isso acontece devido, principalmente, às torcidas organizadas, as quais usam redes sociais para marcarem confrontos nos dias das partidas. Dessa maneira, o que, durante o século XX, era um evento em que os avôs levavam os netos para acompanharem os jogos e que fez do Brasil o país do futebol, hoje, segundo dados oficiais, faz o Brasil campeão de mortes ligados a esse esporte. 
       Destarte, medidas são necessárias para corrigir a questão. Portanto, é mister que o governo e as mídias sociais combatam a violências nos estádios, por meio do uso de inteligência artificial nas redes sociais para que seja possóvel, não apenas identificar possíveis confrontos articulados, mas também os torcedores que os incentivam. Sendo assim, será possível quebrar o ciclo da polarização contemporânea, o que mudará o rumo da problemática: da existência para extinção. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!