O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Uso das redes sociais

Durante a Idade Média, todas as informações de caráter intelectual eram cerceadas pelo ideário da Igreja Católica. Após o século XVl, no período do Renascimento, a invenção da imprensa por Guthemberg foi preponderante para a difusão em massa dos novos ideários de pensamento. Contemporaneamente, no Brasil, as redes sociais exercem influente função no pensamento coletivo. Porém, muitas vezes, parte da população utiliza dessa ferramenta de maneira inadequada, ocasionando prejuízos individuais e coletivos. Dessa forma, fazem-se necessárias medidas que resolvam a questão.
Segundo o sociólogo do século XIX, Émile Durkhein, o indivíduo só poderá agir de maneira coesa na medida em que conhece o meio em que está inserido, mediante assim, a suas condições e especificidades. Paralelamente, no século XXI, a popularização das redes sociais modificou de maneira significativa o comportamento social.
Muitas vezes, o tênue limite entre o público e privado não é devidamente estabelecido. Dessa forma, parte da população expõe dados pessoais e conteúdos midiáticos como fotos e vídeos que atribuem constrangimentos posteriores.Ademais, com a eferverscência de novas ideologias, redes sociais tornam-se meios de ativismo e disseminação de preconceitos. Em novembro de 2015, por exemplo, a página no Facebook da atriz Thaís Araújo foi ¨atacada¨ por comentários de teor racista.
Entretanto, muitos problemas dificultam na resolução do impasse. Em primeiro lugar, ainda persiste no ideário brasileiro que as redes sociais é um meio sem leis. Nessa conjuntura, aliado a ausência de plataformas específicas que tratem de maneira eficiente as denúncias de abusos, internautas continuam disseminando o ódio on-line. Além disso, o pouco investimento público destinado a campanhas de educação e uso da internet contribuem para o uso inadequado dessa ferramenta.
Portanto, é imprescindível que o Ministério Público, conjuntamente a Polícia Federal estabeleçam medidas que viabilizem de maneira coerente as limitações das redes sociais, por exemplo, na criação de plataformas on-line que detectem conteúdos de teor não que não está de acordo com os Direitos Humanos a fim de mobilizar denúncias e harmonizar a utilização das redes sociais. Segundo Emmanuel Kant, o homem é o que a educação faz dele. Pautado nessa afirmação, é imprescindível que o Ministério da Educação atinja a população por meio de palestras socioeducativas a respeito do papel das redes sociais e seus riscos na integridade humana a fim de educa-los . Dessa forma, cabe a Sociedade civil participar desses eventos e auxiliar na disseminação dessas informações por meio da Internet em benefício de toda a coletividade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!