O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Turismo e seus impactos socioambientais

 Durante a pandemia do novo coronavírus foi necessário a suspensão de todas as atividades turísticas pelo mundo, e com isso aspectos dos impactos causados por essa ação foram reduzidos visivelmente, como ocorreu na Itália, onde animais ressurgiram nas cidades. À vista disso, é importante ressaltar que o turismo acarreta impactos ao meio ambiente, que podem ser positivos ou negativos. Diante isso, é importante buscar formas de frear os impasses negativos, como a degradação ambiental e animal, pois são problemáticas importantes a toda humanidade.


 


 Primeiramente, compreender como o turismo pode ser prejudicial ao meio ambiente é primordial. Nessa perspectiva, vale lembrar que várias áreas de vegetação são desmatadas para criação de hotéis, parques,estradas e etc, além do descarte inadequado de resíduos pelas empresas e turistas. Desse modo, regiões que eram preservadas passam a acarretar diversas adversidades, afetando todo o ecossistema, como ocorre na Tailândia, onde cerca de 77% dos corais correm sérios riscos após intensa atividade turística, de acordo com Center for Responsible Travel esse local teve que ser fechado para tentar frear os danos acometidos.


 


 Ademais, é mister notar que ainda há o uso de animais como atrações, que quase sempre é ruim. Conforme a Wildlife ( ONG de proteção animal), cerca de 560 mil animais silvestres sofrem por causa de atrações turísticas irresponsáveis. Diante ao assunto, existem várias formas pelas quais os animais são afetados, dentre elas são os cativeiros onde são mantidos ou mesmo estando em seu habitat natural eles sofrem com a interação humana. Os alimentos usados para chamar a atenção ou o carinho dado, alteram a personalidade do bicho, tornando- os dependentes de humanos.


 


 Portanto, tendo em vista que a atividade turística afeta o meio ambiente e os animais de forma negativa, é necessário que o Poder público junte-se com o Ministério do turismo, e busque formas de implantar atividades turísticas conscientes, que visem não interferir no ambiente, investindo na instalação de postos fiscais, para que há maior vigilância durantes os contatos com o âmbito natural, evitando descarte de lixo em lugares inadequados e o desmatamento de áreas de preservação, a fim de evitar casos como o da Tailândia. Além disso, as empresas do ramo podem instruir seus clientes o que fazer e o que não fazer com animais silvestres, relatando as leis de proteção e incentivando a denúncia de locais que os maltratam, minimizando os números dos animais que sofrem com essa prática.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!