O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Turismo e seus impactos socioambientais

 O seriado brasileiro "Sintonia" apresenta a cidade "Rio de Janeiro" após a ocorrência de algumas datas festivas, as quais incentivam, de maneira exorbitante, o turismo na região e, por conta dessa concentração populacional elevada, gera-se os "entulhos" e dejetos. Fora da ficção, esta é a realidade de uma grande parcela de cidades que possuem o turismo como principal fonte de renda e que, com o passar do tempo, tornam-se poluídas. Neste âmbito, a falta de consciência dos turistas e o alto custo para o tratamento dos danos causados são os principais motivos para o turismo impactar, de modo negativo, no quesito socioambiental.


 De maneira inicial, é possível verificar que o número de problemas ambientais causados por turistas egocêntricos e desrespeitosos aumenta gradativamente. Segundo o noticiário “BBC English”, as taxas de lixo gerado após certos eventos comemorativos triplicou desde 2010 e ressalva que, a partir do mesmo ano, a quantidade de turistas que não recolhem seu próprio dejeto aumentou cerca de 70% por conta da falta de caráter e, principalmente, consciência perante o local do evento. Logo, pode-se afirmar que a falta de consciência, por parte dos turistas, é uma das causas para danos ambientais ocorrerem.


 Em segundo plano, nota-se que a população “nativa” dos principais pontos turísticos sofre, arduamente, com os malefícios do turismo excessivo. De acordo com o jornal “CNN”, mais da metade dos problemas sociais e ambientais que ocorrem nas cidades turísticas são ignorados pelo governo e pela liderança responsável por tal sociedade, além do mais, o mesmo jornal afirma que o alto custo para a resolução de tais problemas é o principal argumento utilizado pelos governantes não resolverem essas situações. Por isso, a alta demanda monetária para tratar os danos gerados é um dos principais motivos para a permanência dessa prática abusiva.


 Diante disso, é necessário combater, urgentemente, o “turismo abusivo” no país. Portanto, cabe ao Ministério da Cidadania e ao Ministério da Justiça analisar e punir, por artifício de fiscalizadores estaduais e por profissionais do turismo, os possíveis turistas que podem causar algum problema ambiental ou social no local onde se encontra, tendo como objetivo exterminar tal prática do Brasil. Além disso, é necessário conduzir parte da verba federal para a mídia televisiva a fim de conscientizar os turistas que visitam a nação sobre o acúmulo de lixo e suas consequências em uma região. Somente assim, casos como de “Sintonia” serão evitados.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!