O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Transporte público no Brasil

Por ano, o paulistano passa 45 dias preso no trânsito, segundo o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística. Resultante de um processo de urbanização acelerado e um mal planejamento urbano, as grandes cidades não possuem capacidade em suas redes públicas de transporte para atender a demanda, devido ao grande fluxo de pessoas e a falta de qualidade desproporcional dos serviços prestados.
Em virtude do título de país majoritariamente urbano, o Brasil possui uma massiva concentração da população nas grandes metrópoles, que se caracterizam por uma imensa movimentação pendular, a qual é a principal causa da superlotação de transporte e congestionamentos, tendo em vista que há mais transportes do que vias. Embora o modelo rodoviário de J.K tenha perdurado por muito tempo, o governo investe pouco em meios ferroviários, que em países de 1º mundo são o principal meio de circulação.
O fenômeno da Periurbanização, ou seja, o crescimento horizontal de domicílios caracterizados em sua maioria por periferias, traz a necessidade de uma melhor acessibilidade e tarifas mais baratas para moradores de áres carentes. Ademais, alternativas como o transporte fluvial, por conta dos excelentes rios navegáveis brasileiros, seriam uma solução para acabar com os altos índices de poluentes causados por automóveis.
É notório a inviabilidade do transporte de massa em suprir uma demanda para a qual não foi preparado e tendo em conta que a frota de carros dobrará até 2025, é imprescindível que o Ministério do Transporte desenvolva hidrovias para aproveitamento dos rios, também o Departamento de Trânsito em melhorar a logística para reduzir a quantidade de caminhões e um estudo de revitalização do espaço urbano para as demais cidades brasileiras.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!