O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Transgênicos no Brasil

Sem liberdade de escolha
          Desde o limiar do séc. XXI, os transgênicos tem causado problemas que o Brasil é convidado a analisar e resolver. Por um lado, a Constituição Federal defende os direitos dos consumidores. Por outro, o Estado permite a efetivação, por empresas agrícolas, da omissão dos malefícios causados pelos organismos geneticamente modificados.

           Segundo o Mestre em Biologia Paulo Jubilut, os insumos geneticamente alterados adquirem resistência a antibióticos e apresentam toxinas capazes de maltratar o meio ambiente, causando, inclusive, a morte de inúmeros animais. Apesar das graves consequências citadas, os alimentos encontram-se nos mercados apenas com um pequeno selo de alerta, sobre o qual a maioria da população não sabe nada.

           Parafraseando o sociólogo Richard Rorty, se pudermos contar uns com os outros, então não precisamos de mais nada. Tomando como norte a máxima do autor, para combater os impasses apresentados são necessárias medidas concretas que tenham como protagonista a triade ciência, mídia e Estado.

           A Empresa Brasileira de Pesquisa e Agropecuária deve buscar, por meio dos métodos científicos, pôr fim aos problemas causados pelos transgênicos. Paralelamente, a mídia precisa ser usada para maximizar a disseminação de informações sobre o tema, tornando, assim, os brasileiros mais conscientes. E, por fim, Poder Legislativo e Executivo, respectivamente, devem adicionar ao Código do Consumidor e aplicar com mais eficacia leis que façam necessárias a presença de selos em os alimentos modificados,  permitindo que os cidadãos escolham, de fato, o que põem na mesa.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!