O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Trabalho infantil no Brasil

O ser humano tende a ser mau por natureza, segundo o filósofo Hobbes em sua obra o Leviatã, e partindo dessa premissa é possível entender o motivo da persistência do trabalho infantil no mundo. Isso está ligado diretamente a busca indiscriminada por lucro, pois tal modalidade de emprego não é regulamentada e dessa forma é possível explorar o empregado menor de idade, o que sobrepõem vários direitos e inevitavelmente sacrifica o futuro de milhões de crianças.
Certamente, o mundo contemporâneo vive uma corrida em que qualquer valor acrescido no ganho final significa muito. Para alcançar seus objetivos, uma saída prática, rápida, eficiente, porém cruel, é o emprego de jovens de forma ilegal, o que faz com que o trabalho seja inevitavelmente informal, sendo possível suprimir a maioria dos direitos de quem fornece a mão de obra, o que a torna bem mais barata e atraente para o empregador, que contrata cada vez mais pessoas nessas condições.
A consequência dessa prática ilegal é a grande quantidade de crianças analfabetas, e que apresentam saúde tanto física quanto mental comprometidas, devido a necessidade socioeconômica presente na sua família que a obriga, direta ou indiretamente, a trabalhar para auxiliar no sustento da família. Essa ação gera um ciclo em cadeia preocupante que alimenta a miséria em todo o mundo, pois esse indivíduo que não teve condição de se preparar para o mercado de trabalho de forma correta, provavelmente ocupará empregos que não irão fornecer bons padrões de sobrevivência para e sua família, o que faz com que seus filhos também ocupem o mercado de trabalho de forma precoce e despreparada.
Portanto, seguindo a linha de raciocínio de Hobbes, não é viável esperar que o empregador abra a mão dos seus lucros de forma espontânea para beneficiar crianças que necessitam dessa renda, mas sim regulamentar o serviço de forma que atenda as necessidades de ambos. Tal ação deve ocorrer de forma que se insira na lei, de acordo com a realidade de cada país, o estímulo legal para garantir a criança seus direitos fundamentais, principalmente educação e lazer, permitindo que ela consiga contribuir de alguma forma com o sustento da família, o que deverá ser promovido e fiscalizado pela Organização das Nações Unidas por se tratar de um assunto global.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!