O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

O problema é que, mesmo após anos de evolução humana uma grande parte da sociedade brasileira ainda insiste em vivenciar com seu pensamento arcaico quando o assunto se refere a diversidade de gênero que está crescendo nos últimos anos. Chegando ao ponto de exigir uma discussão mais ampla sobre o assunto para as autoridades pelo fato de ter se tornado uma problemática causada pela minoria que não respeita a escolha do próximo.
Em primeiro lugar, podemos observar o quanto a falta de respeito estar crescente no Brasil, ao ponto de o próximo tentar interferir na identidade ou personalidade e muitas das vezes não aceitando o seu semelhante como ele realmente é, seja pela tonalidade da sua cor, gostos ou orientação sexual. Na obra ?Entre quatro paredes?. Do filósofo Jean Paul Sartre, o protagonista Garcin declara: ?O inferno é os outros?. Desse modo, desta sua insatisfação de viver socialmente, desse mesmo modo vem acontecendo na atualidade.
Em segundo lugar, é possível notar que o Brasil sofre com a falta de um manual de como lidar com as diferenças, principalmente quando se trata de orientação diferente dos demais. Uma pesquisa que foi divulgada pelo site G1 informando que no ano de 2016, ouve um recorde de violência a população lgbt e teve aproximadamente 347 mortes da mesma. Torna-se inaceitável, pois, segundo a Constituição Federal, todo cidadão tem direito a liberdade de expressão.
Dessa forma, com base no que foi mencionado, deve haver uma mudança no pensamento da sociedade brasileira. Mas, para que isso se concretize, o governo deve investir na educação dos adolescentes, através de palestras ou até mesmo aulas com bastantes debates sobre as diferenças, amadurecendo a ideia que não é incomum as pessoas terem escolhas diferentes das nossas. Torna-se de extrema importância também que o Ministério da Justiça e Segurança Pública criem uma lei com o propósito de punir aqueles que cometem o ato de repressão ou qualquer tipo de violência ao grupo lgbt. A família também deve ajudar nesse quesito, já que ela é o pilar principal na nossa estrutura educacional, os pais devem ter conversas diárias com seu filho(a), explicando que independente da escolha do próximo sempre deverá ter respeito da sua parte, a partir das medidas tomadas, a população brasileira terá de volta a consideração e a intolerância na convivência não vai mais existir.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!