O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre


O filósofo Karl Marx há séculos apontava a escassez do tempo e a transformação do homem em uma espécie de máquina, como tendência da sociedade contemporânea. Hoje, o pressuposto do intelectual é realidade na vida dos jovens brasileiros, os quais não possuem tempo para se descobrir como ser e são levados por correntes sociais de extremo trabalho e estudo, tal qual máquinas que apresentam resultado. Neste cenário caótico, o suicídio tornou-se fuga para muitos púberes, elevando o número de casos nos últimos anos e caracterizando-se como grave problema de saúde pública.
O suicídio é o último estágio de desespero humano, momento em que a insatisfação pessoal e com o mundo atinge seu clímax. Entretanto, essa desconformidade com a existência se forma através da cobrança social e da forma como nossos sistemas funcionam, aos dezoito anos o adolescente deve estar trabalhando, se não estiver deve estar estudando. No trabalho, são explorados e não se sentem confortáveis. Para entrarem na universidade precisam atravessar a meritocracia desigual dos vestibulares que induz à depressão. O sistema não permite que aja equilíbrio entre as necessidades individuais e econômicas, contudo, força a pessoa a se dedicar extremamente à alguma forma de prospecção financeira.
A busca excessiva por esta ascensão econômica gerada pelo ideal de consumismo ? ter para ser- faz com que as relações interpessoais com vínculos afetivos se tornem desnecessárias ou uma forma de troca de interesses. Logo, pode-se evidenciar a assertiva de Antoine de Saint- Exupéry, na obra ?O pequeno príncipe?, a qual diz que os homens não possuem mais amigos, porque não há lojas que os vendem. Dessa forma, nota-se que a juventude possui carência em relações emocionais, sofrendo cada dia mais com esse processo induz à plena solidão.
Portanto, o suicídio juvenil é fruto da pressão social que impõe ao jovem a apresentação de resultados na busca por prospecção econômica. Assim, para traspor este problema é necessário que o governo Federal promova campanhas em prol da diminuição da cobrança social sobre o jovem por meio de palestras em centros urbanos; deve promover a capacitação dos professores para análise dos alunos que possam apresentar comportamento suicida, de modo que possam ser encaminhados para tratamento psicológico. A mídia, por sua vez, fica incumbida de trabalhar na apresentação de conteúdos de valorização a vida. Aos pais, cabe a responsabilidade de dialogar com seus filhos buscando suavizar seus dilemas. Destarte, será seu aceitável maior contentamento dos jovens com a existência, de modo que a escolham viver, possibilitando seu desenvolvimento.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!