O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: Transforbia em debate no Brasil.

A novela brasileira A força do querer, relata diariamente a trajetória da personagem Ivana, uma mulher que se identifica no universo masculino. Embora a grande mídia consiga conscientizar a sociedade sobre a condição dos transexuais, o preconceito contra o grupo persiste. Dessa forma, a transforbia se apresenta, seja pelo preconceito enraizado na cultura, seja pela ausência de relatórios e medidas governamentais.
É indubitável que, as minorias que se lançam no tecido social, promovem nos grupos dominantes preconceito e culto ao ódio. De acordo com Lamarck, o ambiente determina o ser. Sob tal ótica, a herança da família brasileira, baseada na relação heteroafetiva, condiciona a sociedade dentro desse padrão, o que por sua vez, gera preconceito por outras configurações de relações e perfis de gênero, como os transexuais. Além disso, dentro de uma perspectiva machadiana, o homem é um ser sem virtudes, tendencioso a posturas de ódio.
Outrossim, a falta de estudos sobre o panorama da transforbia no Brasil dificulta medidas públicas contra o quadro vigente. Conforme dados da Anistia Internacional - organização civil que relata o estado dos Direitos Humanos no mundo - reporta que, no Brasil, observa-se um retrocesso nos direitos concedidos as minorias como os LGBT's e indígenas. Assim, torna-se urgentes medidas públicas que revertam os problemas apontados no documento internacional.
Em vista dos fatos elencados, são necessárias ações que interceptam a problemática. Torna-se imperativo que o Ministério dos Direitos Humanos, em parceria com a Polícia, promova medidas de controle aos crimes de ódio contra os transexuais. Urge que, a Secretária Especial de Comunicação Social, reproduza campanhas de conscientização a favor da comunidade LGBT. Por fim, as escolas, através de palestras, devem ensinar posturas de respeito aos perfis diferentes, pois, a educação tem, como resultado mais sublime, a tolerância.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!