O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Baixa qualidade. Índices precários. Não universal. Tais palavras descrevem com exímio o atual cenário educacional brasileiro. A educação ainda é um direito a ser concretizado para muitos brasileiros. Dessa maneira, é essencial rever as deficiências do sistema de ensino público e esboçar soluções efetivas.
A educação tornou-se um direito garantido pela Constituição Federal Brasileira há quase 30 anos. Ela não é somente um dever do Estado, como também das famílias e demais atores sociais. Entretanto, esta ainda não é de qualidade e acessível a todos. Uma educação de baixa qualidade reduz a empregabilidade dos cidadãos. Além de ter forte impacto na competividade nacional. Então, numa sociedade tão desigual como a brasileira, é necessário que todos participem para se ter uma qualidade no ensino.
É importante lembrar que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é o principal indicador de qualidade da educação do país. Esse é calculado com base numa prova padronizada de matemática e português chamada Prova Brasil e no fluxo escolar (taxa de aprovação). Assim, um Ideb 6 é considerado de qualidade boa. Entretanto, em 2015 apenas 5 estados obtiveram nota igual ou superior a 6 dentre os 26 estados e distrito federal avaliados.
Logo, o país necessita mais que vagas e uma prova padronizada para dar o passo que falta na qualidade do ensino. O diálogo e a interação entre família e escola contribuem para a formação de uma escola de qualidade. Dessa maneira, os pais e responsáveis devem acompanhar as atividades e o rendimento escolar dos filhos. Como também participar nas reuniões entre pais e professores.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!