O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Em 2016, o filme "Capitão Fantástico" intrigou os espectadores ao contar a história de um pai que decide criar seus filhos na floresta, longe da sociedade. Ao decorrer do filme, seus filhos são obrigados a entrar em contato com a civilização, e sofrem com o choque cultural da vida em sociedade. Por não reconhecerem regras de convívio, são incompreendidos e excluídos. Mesmo com uma excelente educação informal, eles se diferem das outras crianças por não participarem da vida social infantil: a escola.
O filme demonstra a importância desta instituição na formação social das crianças, e o papel predominante dela para a formação de cidadãos que compreendem regras de convívio. Entretanto, dentre os vários desafios contemporâneos da educação, os problemas de convívio entre crianças se tornaram um fenômeno social: o bullying, que se tornou uma pauta central no ambiente escolar, até pelo seu agravamento em razão das novas configurações familiares- residências onde os dois pais fazem jornadas de trabalho externas, ou que há somente uma figura paterna responsável pela renda- o que distancia os pais do papel educacional do filho, e consequentemente dificulta o reconhecimento de crianças problemáticas (agressores ou vítimas), além de uma possível intervenção das escolas diante do problema.
O Estado já reconheceu o agravante do bullying escolar, criando a lei 13.185, que define este tipo de violência e coloca em vigência o "Programa de Combate ao Bullying", onde as escolas são incentivadas a reconhecerem e combaterem À prática . Mesmo com este avanço, é necessário que o Estado, através desta lei, invista na capacitação dos agentes educacionais, para que consigam lidar com este fenômeno. Também é importante que o programa inclua o núcleo familiar , para que estes compartilhem com a escola a responsabilidade deste problema. Solucionar o bullying é necessário, não só pelas consequências trazidas às vítimas, mas também para que se construa uma geração de cidadãos que respeitem as diferenças e o convívio social.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!